Atenção, MEI! 6 Dicas para você AUMENTAR suas vendas na internet

Vendas na internet ganham ainda mais espaço mediante necessidade de isolamento social. Com a pandemia do novo coronavírus, muitos empreendedores precisaram migrar seus produtos e serviços para internet. As plataformas online foram vistas como uma oportunidade de manter a renda ao longo dos últimos meses e deverão continuar no topo para os próximos anos. Abaixo, listamos algumas dicas para que você impulsione as vendas de sua marca 

Atenção, MEI! 6 Dicas para você AUMENTAR suas vendas na internet (Imagem: Google)
Atenção, MEI! 6 Dicas para você AUMENTAR suas vendas na internet (Imagem: Google)

Ao se falar em serviços digitais, há quem acredite que basta publicar e informar o preço. No entanto, é preciso ficar atento, pois existem uma série de coisas que podem desvalorizar o seu produto.

Informações mal colocadas, fotos de qualidade ruim, dificuldades de acesso, linguagem do conteúdo, entre outras coisas devem ser levadas em consideração.  

Dicas para aumentar suas vendas na internet 

Dica 1: saiba qual o seu diferencial 

Uma vez em que o mercado está com diversas lojas online, mais do que nunca você precisa se destacar. Então, ao anunciar um produto, reforça as características que o tornam especial e relevante para seu público.

Evite reproduzir serviços já naturalizados na internet, você deve utiliza-los como referência, mas sempre deixar claro qual a identidade do seu negócio.  

Dica 2: defina qual o seu público 

Na internet a comunicação é um ponto crucial na hora de empreender. Dessa forma, você deve saber com quem está falando e direcionar seu conteúdo especificamente para este perfil. Entenda, quanto mais bem delimitado for o seu público, se tratando de um pequeno negócio, maior será o seu número de vendas e os resultados de sua propaganda.  

Falar para muitos, em caminhos de redes sociais, significa falar para ninguém. Então descubra os perfis que irão consumir a sua marca, entenda suas necessidades e dialogue diretamente com eles de modo que estes tenham interesse em comprar seus produtos.  

Dica 3: escolha onde irá atuar 

Estar presente em todas as redes sociais não significa um bom resultado. Ao descobrir seu público, busque entender onde ele está presente e produza conteúdo para essa plataforma.  

Dica 4: Use e abuse do instagram  

A plataforma atualmente é a mais recomendada para venda de produtos. Dentro dela, você pode contar com uma série de recursos que irá dimensionar seu alcance. Stories, feed, reels, IGTV, entre outros, devem ser utilizados de diferentes formas para aumentar sua visibilidade.  

Dica 5: Monte um shopping digital  

Um ponto importante é não só conquistar o público como também ofertar uma experiência mais completa por meio da compra. Em e-commerce seu usuário sentirá mais segurança e seriedade em sua marca.

A loja online, pode entre outras coisas, reforçar a fiscalização no processo de pagamento e também facilitar sua vida enquanto gerenciador concentrando todos os processos de atendimento em um só site.  

Dica 6: Saiba dividir tarefas 

Se você conta com uma equipe, aprenda a organizar o quadro de atividades de cada colaborador. Evite ao máximo querer resolver tudo sozinho, pois você ficará sobrecarregado e não conseguirá colocar a atenção necessária em cada etapa.

Dessa forma, tenha as demandas bem divididas entre os funcionários, encarregue-se de apenas supervisionar e fiscalizar suas etapas.  

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.