Minha Casa Minha Vida: Após fim do programa dívidas poderão ser negociadas em 2021

Atenção, proprietário! Você que está em débito com o Minha Casa Minha Vida (MCMV) ainda terá chance de renegociar suas dívidas com o programa. O anúncio foi realizado pelo ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, na última terça-feira (25).

Minha Casa Minha Vida: Após fim do programa dívidas poderão ser negociadas em 2021
Minha Casa Minha Vida: Após fim do programa dívidas poderão ser negociadas em 2021 (Imagem: reprodução Google)

A expectativa de Marinho é de que o mutirão de renegociação seja realizado após o fim das medidas de restrição impostas pela pandemia do novo coronavírus. A estimativa, nesse sentido, é de que o evento, em conjunto com a Caixa, ocorra somente no ano que vem

Segundo o ministro, a regra que impedia que beneficiários da faixa 1 do MCMV pudessem fazer renegociações de débitos dentro do programa foi alterada.

Com isso, a faixa onde estão as famílias de mais baixa renda vai poder aderir à renegociação. Hoje, segundo o governo, cerca de 500 mil famílias da faixa 1 estão inadimplentes.

“A partir do final da pandemia, vamos fazer um grande mutirão nacional para permitir a essas famílias refazer as suas obrigações para com a Caixa e dar tranquilidade a suas famílias de que não vão ter suas residências tomadas”, disse Marinho.

Substituto ao Minha Casa, Minha Vida 

O Governo Federal realizou algumas alterações para implementar o programa Casa Verde e Amarela. Uma das alterações é a redução de algumas taxas de juros cobradas nos financiamentos. 

As famílias com renda mensal de até R$ 2.600 no Norte e no Nordeste, contam com a redução programada e as taxas permanecem as mesmas. 

A redução é de até 0,5 ponto percentual nos juros anuais, no caso de famílias com renda de até R$ 2.000 mensaisJá quem ganha entre R$ 2.000 e R$ 2.600, a redução é de 0,25 ponto percentual

As taxas mínima estabelecidas passam a ser de 4,25% ao ano para cotistas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e de 4,5% ao ano para não cotistas

Nas demais regiões do país, só há redução de juros na faixa de renda até R$ 2.000. Com o corte de 0,25 ponto percentual, os juros mínimos nessa faixa seguem em 4,5% para cotistas do FGTS e em 5% para não cotistas

A expectativa do Governo é de realizar o financiamento da compra da casa própria para 1,6 milhão de famílias de baixa renda até 2024. 

Mudanças nas faixas do programa

O Minha Casa Minha Vida tinha quatro faixas. Que eram:

  • Faixa 1 – para famílias com renda de até R$ 1.800; 
  • Faixa 1,5 – para famílias com renda entre R$ 1.800 e 2.600; 
  • Faixa 2 – para famílias com renda entre R$ 2.600 e R$ 4.000; 
  • Faixa 3 – para famílias com renda entre R$ 4.000 e 7.000.

O Casa Verde e Amarela terá três faixas: 

  • Grupo 1 – para famílias com renda de até R$ 2.000; 
  • Grupo 2 – para famílias com renda entre R$ 2.000 e R$ 4.000; 
  • Grupo 3 – para famílias com renda entre R$ 4.000 e R$ 7.000.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.