Universidades Federais entram na mira de Mourão após vice sugerir cobrança de mensalidade

Nesta quarta-feira (26), o vice-presidente Hamilton Mourão afirmou que é necessário pensar de forma séria e sem preconceitos na possibilidade dos estudantes com melhores condições financeiras, pagarem para cursar em universidades federais.

Universidades Federais entram na mira de Mourão após vice sugerir cobrança de mensalidade
Universidades Federais entram na mira de Mourão após vice sugerir cobrança de mensalidade (Foto:Google)

No ano passado, ao ser questionado sobre isso, o presidente Jair Bolsonaro disse ser contra a cobrança de mensalidades em universidades públicas.

De acordo com Mourão, o pagamento poderia ser usado para financiar a entrada de alunos com renda menor no ensino superior em instituições privadas. Principalmente, num momento em que o governo registra rombos em suas contas e que não possui muitos recursos para o investimento público. 

O vice defendeu a ideia, por uma videoconferência, de uma aula magna em um grupo de educação privado.

Ao ser questionado sobre o que pode ser feito para aumentar o número de jovens no ensino superior, em um cenário em que boa parte das famílias não tem condições de pagar as mensalidades.

“Nós temos um paradoxo, que eu gostaria de trazer para todos, que é uma visão que eu tenho de longa data, que é nós termos dentro da universidade federal gente que poderia pagar os seus custos, né, recebendo um ensino de graça e, posteriormente, não devolvendo nada para o país. Simplesmente é formada e passa única e exclusivamente a lidar com a sua vida privada”, disse Mourão.

Além disso, Mourão disse que “[A cobrança em universidades públicas] é algo que nós temos que pensar hoje, seriamente, sem preconceitos, porque seria um recurso que poderia ser canalizado para aqueles jovens que precisam de financiamento e pagaram uma universidade privada. Seria uma compensação muito justa isso aí”.

Hamilton Mourão é general da reserva do Exército e deu como exemplo a sua família. Relatando que os seus filhos se formaram em universidades federais, mas que poderiam ter pago as mensalidades. 

De acordo com ele, os financiamentos públicos para os universitários exigem espaço fiscal nas contas públicas e fontes de receita. O pagamento nas universidades federais reuniria os recursos para essa finalidade.

“Uma fonte de financiamento seria, não tenho assim o dado numérico, mas ouso arriscar que uns 60% dos que frequentam universidade federal têm condições de pagar. O pagamento que eles fizessem serviria para que mais alunos ingressassem no setor privado e, consequentemente, nós aumentássemos o nosso percentual de jovens com curso superior”, disse Mourão.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.