Nubank divulga recente investimento de 300 milhões de dólares

Nubank recebe investimento animador. Nessa semana, o portal Exame divulgou que a fintech contou com um acréscimo de 300 milhões de dólares. De acordo com a reportagem, o aporte foi somado com mais R$ 1,4 bilhões, distribuído entre as sete últimas rodadas de aplicações. O valor já é superior a todo o acumulado em 2019, quando a marca registrou um rendimento de 400 milhões de dólares. 

Nubank divulga recente investimento de R$300 milhões (Imagem: Google)
Nubank divulga recente investimento de R$300 milhões (Imagem: Google)

O documento que valida os investimentos aplicados no Nubank contou com a assinatura de uma série de representantes administrativos.

Entre eles, estavam David Vélez, fundador do Nubank, Douglas Leone, do fundo de investimentos Sequoia Capital, Nicolas Szekasy, do fundo Kaszek Ventures, e Meyer Malk, do fundo Ribbit Capital. 

As três entidades agora fazem parte da carteira de atuação do Nu, administradada em parceria com sócios como Tiger Global, Redpoint Ventures, Dragoneer Investment Group e Tencent. 

Nubank registra redução de prejuízo no primeiro semestre 

É válido ressaltar que, há menos de um mês o Nubank divulgou um relatório onde mostrou que seu prejuízo caiu 32% em comparação com o ano passado. Ao todo, a marca tinha pedido R$ 95 milhões ao longo dos últimos 12 meses.

Entretanto, apenas nesse primeiro semestre, com a maior movimentação de transações digitais mediante a pandemia, seu número de clientes foi amplificado.  

Amplificação digital no mercado financeiro 

Outro ponto que promete movimentar a carteira do Nubank foi o lançamento do PIX. O novo serviço bancário autorizado pelo Banco Central permitirá que os cidadãos façam pagamentos e transferências em qualquer estabelecimento através do open banking.  

Cristina Junqueira, co-fundadora do Nubank, reforçou que tais mudanças digitais serão positivas para o mercado financeiro.

De acordo com ela, o PIX deverá “acabar a loucura e a complexidade com que tivemos que viver por muito tempo e vai ser tudo em tempo real. É uma novidade que vai ser super decisiva para aumentar a inclusão financeira no país, simplificar processos e auxiliar lojistas. Isso vai permitir que a gente melhore limite de cartão de crédito, melhorar a aprovação para empréstimos, reduzir a inadimplência. Tudo isso ajuda a reduzir os juros no mercado”, defendeu.  

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.