Uerj distribuí 12 mil chips com internet para alunos sem acesso; inscreva-se para receber

Com a necessidade do isolamento social, a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) irá iniciar seu semestre de forma remota. No entanto, para garantir que os alunos tenham acesso à internet, a instituição informou que estará disponibilizando cerca de 12 mil chips com franquia de serviços de dados móveis. A ação será destinada apenas para as pessoas de baixa renda, mediante um cadastro prévio.   

Uerj distribuí 12 mil chips com internet para alunos sem acesso; inscreva-se para receber (Imagem: Reprodução - Google)
Uerj distribuí 12 mil chips com internet para alunos sem acesso; inscreva-se para receber (Imagem: Reprodução – Google)

Uma das principais críticas às aulas online nas universidades públicas é o fato de que parte dos alunos não possuem acesso direto a conexões e aparelhos eletrônicos.

Desse modo, visando resolver mediamente o problema, a Uerj estará dando chips de internet para os matriculados. Entretanto, o serviço não será ofertado para todos, havendo um critério para sua obtenção.  

Como ter acesso ao chip 

Poderá solicitar o chip aqueles alunos que forem de baixa renda e estejam devidamente matriculados nesse segundo semestre letivo.

Para isso, será preciso comprovar ter uma renda per capita de até dois salários mínimos, e assinar a Declaração de Vulnerabilidade Socioeconômica específica. 

No caso dos cotistas e bolsistas, não será preciso passar por esse cadastro. Eles devem apenas solicitar o auxílio de inclusão digital, que terá uma duração de seis meses e pode ser renovado para o próximo semestre.

Se as aulas presenciais forem retomadas, a universidade terá o direito de fazer o cancelamento imediato para todas as operadoras.  

Sobre as aulas remotas da Uerj 

A decisão de adotar um semestre remoto foi informada nos últimos dias. O objetivo é evitar que os alunos atrasem seus cursos e também não permitir aglomerações nas filas dos vestibulares. Dessa forma, a reitoria dará início as atividades a partir do dia 14 de setembro, sendo todas online, mediante plataformas específicas.  

As aulas remotas, em plena pandemia, têm de chegar a todos. Não fazer nada seria fechar os olhos a uma realidade tão diversa. Muito me orgulha que a Uerj esteja sempre atenta a essas questões, se posicionando e promovendo ações que de fato democratizem o acesso de sua comunidade estudantil à educação — explicou a pró-reitora de Políticas e Assistência Estudantis, Catia Antonia da Silva.  

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.