Bolsa Família: o que eu preciso atualizar no meu cadastro?

O Bolsa Família deverá ser substituído pelo Renda Brasil, mas enquanto isso não acontece é importante saber como manter seu cadastro atualizado. O benefício atende mais de 13 milhões de pessoas, e tem como objetivo combater a pobreza extrema da população brasileira.

Bolsa Família: o que eu preciso atualizar no meu cadastro?
Bolsa Família: o que eu preciso atualizar no meu cadastro? (Imagem: Google)
publicidade

É muito importante manter os dados em ordem e atualizados para evitar a suspensão ou até mesmo o bloqueio do benefício.

Como efetuar o recadastramento do Bolsa Família

Para atualizar o cadastro Bolsa Família 2020, será solicitado ao beneficiário alguns documentos pessoais. São eles:

  • CPF;
  • Cartão do benefício Bolsa Família;
  • Título de eleitor (lembrando que é necessário estar com o título em dia com a justiça eleitoral);
  • Um documento de identificação original com foto (RG, CNH entre outros).
  • Carteira de trabalho dos membros economicamente ativos;
  • Certidão de nascimento;
  • Comprovante de matrícula escolar (no caso de crianças e jovens entre 0 e 17 anos de idade;
  • Comprovante de residência válido dos últimos três meses.

O recadastramento deve ser feito em uma unidade de atendimento do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do município em que o usuário solicitou o benefício. Por isso, é importante identificar qual a unidade mais perto de você.

Quando estiver no centro de referência, basta informar que precisa atualizar seu cadastro e apresentar todos os documentos.

A importância de ter o cadastro atualizado no Bolsa Família

Como já citamos, a falta de atualização pode fazer com que o governo federal suspenda ou até mesmo encerre o pagamento do Bolsa Família.

Esse recadastramento precisa ser feito de dois em dois anos, pois é necessário identificar se houve alguma mudança nesse período.

Como o benefício é pago de acordo com a configuração familiar, é essencial que se saiba que houve o nascimento, morte ou incorporação de algum membro na família.

Além disso, é importante conferir se as informações atuais batem com as que foram passadas no primeiro cadastro do beneficiário.

Lembrando que para ter acesso ao programa, é obrigatória a comprovação de baixa renda.

 

 

Amanda CastroAmanda Castro
Amanda Castro é graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). É responsável pela área de negócios, tráfego e otimização SEO do portal FDR. Além disso, é também redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular, finanças e programas sociais.