C6 Bank ou Banco Inter: em qual vale a pena abrir uma conta digital?

PONTOS CHAVES

  • Os bancos digitais têm se tornado uma opção diferente para quem busca praticidade 
  • C6 Bank e o Banco Inter são excelentes opções para escolher 
  • Ambos possuem cartão de crédito internacional sem taxas

Os bancos digitais são os novos queridinhos dos brasileiros e os motivos não são poucos. As fintechs oferecem pagamento de contas, transferências, geram boletos, maior transparência nos gastos com cartão de crédito, entre outras coisas. Mas diante das novas opções qual é o melhor para você ? C6 Bank ou Banco Inter? Separamos estas duas opções pra tratar aqui. Confira mais detalhes.

C6 Bank ou Banco Inter: em qual vale a pena abrir uma conta digital?
C6 Bank ou Banco Inter: em qual vale a pena abrir uma conta digital? (Imagem: Montagem/FDR)

Diante da valorização dos bancos digitais, uma corrida para saber quem oferece o melhor serviço começou. Desta forma, diversas startups nasceram, competindo entre si para conquistar novos clientes a cada.

Cartões sem anuidade, programas de pontos, possibilidade de cashback, entre outras, todas as vantagens valem para tomar a frente do concorrente.

As opções estão deixando os clientes, em geral, mais satisfeitos com as fintechs do que os bancos tradicionais. Só para se ter uma ideia, as plataformas digitais contabilizam todos os meses uma média entre 500 mil e 1 milhão de novas contas digitais.

Para te ajudar a escolher a melhor opção para você, vamos comparar aqui os serviços da C6 Bank e o Banco Inter, duas grandes concorrentes que estão disputando clientes pelo Brasil.

Banco Inter

O Banco Inter foi inaugurado em 1994 e no começo tinha outro nome, chamando-se Intermedium CFI. Sua sede era na cidade de Belo Horizonte e sua pretensão no início era fomentar operações de Crédito Imobiliário. Porém, acabou entrando nos mercados de crédito consignado.

Já no ano de 2014, lançou sua conta digital, totalmente grátis e que podia ser acessada via celular e computador. A conta oferecia serviços como transferências, pagamentos via boleto, saques, entre outros.

E finalmente, em 2017, o banco reformulou sua marca, passando de Intermedium para Banco Inter. Somente em seu primeiro semestre, já possuía 184,7 mil correntistas digitais, crescimento de 804% em relação ao 1º semestre de 2016. Atualmente, o Banco Inter tem cerca de 5 milhões de clientes.

  • Vantagens do Inter

O Inter oferece muitas vantagens como um cartão internacional, sem cobrança de anuidade, e sua conta digital. Através da conta digital o cliente consegue realizar praticamente os mesmos recursos que seus concorrentes.

Sendo assim, é possível realizar depósito por boleto, depósito em cheque por imagem, transferências via QR code, recarga de celular, contratação de seguro e TEDs ilimitadas.

Falando sobre juros, o valor do rotativo é de 4,75% a 14% ao mês. Mesmo que a taxa de juros varie muito, ela ainda é a mais baixa entre as fintechs.

Sobre o atendimento aos clientes, ele fica abaixo das avaliações de concorrentes como Nubank. No geral, o Inter demora um pouco mais para dar uma resposta aos seus clientes, principalmente em momentos de alta demanda.

Para finalizar, o Inter oferta a opção de crédito pessoal, com modalidades de crédito como crédito pessoal, crédito consignado, crédito com imóvel como garantia e financiamento habitacional.

Contudo, em relação aos investimentos, o Inter possui o maior portfólio. Desta forma, é possível investir em CDB, LCI, LCA e em renda variável. Também possui programa de pontos, contando com o Mastercard Surpreenda.

C6 Bank

O C6 Bank foi inaugurado por Marcelo Kalim, ex-presidente do BTG Pactual, e no ano passado, recebeu a permissão do Banco Central do Brasil para operar.

O banco digital tem a finalidade de atrair clientes de todos os perfis de renda, através da oferta de uma conta corrente sem cobrança de tarifas. Além disso, assim como seus concorrentes, o banco tenta extinguir a burocracia, que tanto irrita os clientes dos grandes bancos tradicionais.

Mesmo sendo o banco mais novo entre os concorrentes diretos, ele está indo muito bem. No começo desse ano, o C6 já tinha 1 milhão de clientes, e perspectivas grandes de crescimento, podendo ter como concorrente a Nubank, maior fintech do Brasil.

C6 Bank ou Banco Inter: em qual vale a pena abrir uma conta digital? (Foto: Google)
  • Vantagens C6 Bank

O C6 Bank também possui o cartão internacional sem cobrança de anuidade. Além disso, o C6 Bank também tem a opção de conta digital, oferecendo serviços como transferências e TEDs ilimitadas, manutenção de conta grátis, depósito por boleto, portabilidade de salário e saques gratuitos nos caixas 24 horas.

Um grande trunfo é o saque gratuito, já que seu principal concorrente cobra por cada saque feito pelos usuários.

Falando dos juros do rotativo, a fintech cobra uma taxa de 10,7% ao mês, a mais alta entre as tos concorrentes.

No atendimento, ainda em fase inicial, algumas solicitações podem acabar demorando para serem concluídas, porém, a fintech garante que está trabalhando nessa área, tornando-se mais competitiva.

Entre as duas opções qual foi a melhor para você? O C6 Bank e o Banco Inter oferecem vantagens interessantes e agora a decisão é sua.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.