publicidade

Os trabalhadores que desejam antecipar até três anos de recursos do saque aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), continuam com dificuldades para acessar a linha de credito que deveria estar disponível desde segunda-feira (27).

Empréstimo com saque aniversário do FGTS não chega aos clientes e Caixa não se posiciona
Empréstimo com saque aniversário do FGTS não chega aos clientes e Caixa não se posiciona (Imagem: Reprodução Google)
publicidade

Os relatos dizem que a Caixa além de não cumprir a promessa de que a modalidade estaria disponível há três dias, ainda tem feito um discurso confuso sobre isso.

O jornal Metrópoles procurou a Caixa nesta segunda-feira (27) e não obteve resposta. Um dos cidadãos que está enfrentando essa dificuldade é Flávio Nunes, que é trabalhador informal.

Nunes diz ter sido informado por meio do aplicativo de mensagens Whatsapp da Caixa, que o aplicativo do FGTS poderia apresentar inconsistência para fazer os pagamento de empréstimos online.

O banco recomendou que o cliente fizesse a contratação do serviço em uma das agências da Caixa. 

O trabalhador foi em uma agência, mas não obteve respostas satisfatórias. “Sabe o que é estranho? Eles não têm uma orientação precisa. Ficam empurrando pra outros lugares”, dispara.

Outro trabalhador, Rafael Lima, que é gaúcho também relata dificuldades para conseguir antecipar o saque aniversário, segundo ele não apareceu nenhuma informação a respeito da possibilidade no seu aplicativo do FGTS.

Rafael disse que não foi até uma agência da Caixa, pois o presidente do banco havia dito que essa adesão seria realizada totalmente pelo meio digital

Como solicitar o crédito do FGTS?

Após o anúncio dessa nova linha de crédito, a Caixa informou que para poder escolher a opção, o trabalhador deve optar pelo saque aniversário e depois informar a Caixa, como a instituição financeira.

Logo depois, o cliente deverá acessar o internet banking, clicar na opção “Crédito” e em seguida na opção “Antecipação saque-aniversário FGTS”.

Em nota, a Caixa disse que “Será gerado um pré-contrato e o valor do saldo utilizado como base para o cálculo do crédito será bloqueado no FGTS, como garantia da operação”.

Entre as vantagens anunciadas para este tipo de operação, está uma taxa de juros de 0,99% por mês e a possibilidade de antecipar até três anos de saque. Sendo recebido, no mínimo, R$ 2 mil.

Para quem não está conseguindo contato com a Caixa, uma solução viável seria solicitar o empréstimo no Banco do Brasil. A instituição já autorizou o processo para os seus correntistas.

Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.