publicidade

PONTOS CHAVES

  • Programa do governo federal permite inclusão dos jovens no mercado de trabalho
  • Contratação tem salário com base no piso nacional e jornada de até 8h
  • Cadastrados precisam estar vinculados a instituições de ensino
  • Há vagas disponíveis em todo o país

Mercado de trabalho abre as portas para os jovens em desenvolvimento. Mesmo mediante a uma das maiores crises econômicas de sua história, o Brasil permanece com o número considerável de contratações para adolescentes que estão no processo de conclusão do ensino médio. Seus contratos são validados por meio do programa Jovem Aprendiz, segurado por uma lei federal para garantir o ingresso da categoria no mercado.   

Jovem Aprendiz: Quem pode se inscrever? Vagas, salário e benefícios (Imagem: Reprodução - Google)
Jovem Aprendiz: Quem pode se inscrever? Vagas, salário e benefícios (Imagem: Reprodução – Google)
publicidade

Jovem Aprendiz é destinado para brasileiros entre 14 e 24 anos que desejam estudar e trabalhar, com a finalidade de se capacitarem no mercado de trabalho. Sua validação ocorre por meio do governo federal, que determina que as empresas devem obter uma média de 5% a 15% dos estudantes em seu quadro de funcionários.  

O que faz um jovem aprendiz? 

Suas principais funções variam de acordo com a vaga e empresa no qual foi contratado, mas todas elas contam com a fiscalização de monitores para garantir o desenvolvimento e experiência profissional do candidato. Normalmente, o aprendiz realiza tarefas de cunho administrativo, de modo que ele possa entender como funciona os negócios.  

Tempo de trabalho do jovem aprendiz 

Há delimitações quanto ao tempo de trabalho. Para quem está no ensino médio, o “estágio” não pode ter mais que seis horas diárias. Já para as pessoas que concluíram o segundo grau, é possível exercer as atividades por até oito horas desde que contem com ações teóricas para contribuir com seu processo de aprendizagem.  

O jovem aprendiz não pode fazer hora extra e sua permanência na empresa deve ser restritamente em horário comercial.  

Qual o salário de aprendiz? 

O salário varia de acordo com a empresa, mas toma como base o valor do piso nacional.

Além da gratificação mensal, o menor aprendiz tem direito ainda a aplicações do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) com taxa reduzida de 2%vale transporte, férias e décimo terceiro.  

O aprendiz tem direito ao INSS? 

Sim. Por seu contrato ser registrado na carteira de trabalho, ele passa a fazer contribuições e por isso tem direito aos benefícios sociais da previdência 

Qual o perfil de um jovem aprendiz? 

É preciso ter entre 14 e 24 anos, estar estudando ou ter completado o ensino médio e ter a frequência escolar em dia. Para pessoas com deficiência não há idade máxima.  

Como se tornar um jovem aprendiz? 

Basta se candidatar nos processos seletivos das empresas estando enquadrado dentro das normas estabelecidas no ponto anterior.

Para facilitar esse processo, o jovem pode se cadastrar em um programa federal ou privado, e entrar em contato com a administradora do seu estado.  

Posso fazer mais de um jovem aprendiz?  

Sim! No entanto, há um prazo limite de dois anos para o contrato. Ou seja, você pode ficar um ano em uma empresa e mais 12 meses em outra.  

Qual é a diferença entre jovem aprendiz e menor aprendiz? 

Nenhuma. Os programas são os mesmos e se referem à Lei de Aprendizagem. Inicialmente, chamava-se de menor aprendiz, mas atualmente é conhecido como jovem aprendiz, já que contempla pessoas de até 24 anos.  

Jovem Aprendiz: Quem pode se inscrever? Vagas, salário e benefícios (Imagem: Reprodução – Google)

Vagas disponíveis atualmente.

  • Caixa Econômica Federal 

Salário-base 

R$ 954,00 

Benefícios 

Vale transporte, vale alimentação, férias e FGTS. 

Idade 

Ter entre 15 a 17 anos e renda familiar de até 50% do salário mínimo.  

Como participar 

As inscrições para o Programa Jovem Aprendiz da Caixa são feitas através de instituições parceiras, que variam de estado para estado. Consulta através da Caixa de sua região.  

  • Bradesco 

Salário-base 

R$ 954,00 

Benefícios 

Vale transporte, vale alimentação, férias e FGTS. 

Idade 

Alunos da rede pública entre 16 e 23 anos. 

Região 

Todo o Brasil.  

Como participar 

Inscrições no site do Bradesco.  

  • Banco do Brasil 

Salário-base 

R$ 954,00 

Benefícios 

Vale transporte, vale-alimentação e plano de saúde. 

Idade 

Aluno da rede pública ou bolsista em escola particular entre 15 ou 16 anos. 

Região 

Todo o Brasil. 

Como participar 

Inscrições no site do Banco do Brasil 

  • Renner 

Salário-base 

R$ 580,00 

Benefícios 

Vale transporte, vale alimentação, vale refeição, férias remuneradas, 13º salário e FGTS. 

Idade 

Jovens entre 14 e 24 anos. 

Região 

Todo o Brasil – confira as vagas no site da Renner. 

  • Rede Globo 

Salário-base 

R$ 619,00 

Benefícios 

Vale transporte, vale alimentação, 13º salário, FGTS e capacitação teórica em uma unidade do SENAC. 

Idade 

Jovens entre 14 e 24 anos.  

Região 

São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Recife e Belo Horizonte. 

Como participar 

Inscrições devem ser feitas através do site Vem pra Globo. 

Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco e formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguagens. No mercado de trabalho, já passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de ter assessorado marcas nacionais como a Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.