Museus, cinemas e espaços culturais reabrem no Rio de Janeiro dia 16 de agosto

Rio de Janeiro permanece flexibilizando a quarentena e anuncia retomada de atividades culturais. A partir o dia 16 de agosto, os cariocas voltarão a contar com cinemas, apresentações de teatro e demais programações realizadas em espaços culturais. A decisão faz parte do projeto de reabertura, desenvolvido pelo governo estadual, intitulada como ‘fase 6’.  

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade
Museus, cinemas e espaços culturais reabrem no Rio de Janeiro dia 16 de agosto (Imagem: Reprodução - Google)
Museus, cinemas e espaços culturais reabrem no Rio de Janeiro dia 16 de agosto (Imagem: Reprodução – Google)

Para que as atividades culturais voltem a acontecer, o governo criou uma série de medidas de segurança e higienização.

De acordo com a prefeitura do Rio de Janeiro, mesmo com altos números de infectados, a região está preparada para avançar em mais uma etapa. Para isso, serão aplicadas restrições, como a redução das taxas de ocupação a ações de distanciamento.  

publicidade

Protocolos sanitários também deverão ser aplicados, dessa vez em parceria com o governo estadual. Nesse caso, os procedimentos contarão com a participação e fiscalização dos representantes da vigilância sanitária.  

Medidas de segurança para a volta das programações culturais no Rio de Janeiro 

Nas salas de cinema, a prefeitura já informou que a reabertura está prevista em 219 unidades, que deverão seguir tais medidas:  

  • Caixas de autoatendimento 
  • Lotação reduzida a 1/3 da capacidade 
  • Menos sessões e intervalos maiores, para fazer a higienização 
  • Estímulo à venda de ingressos e produtos pela internet 
  • Itens do cardápio por QR code 
  • Limpeza constante do ar-condicionado 
  • Uso de álcool em gel: uma placa na entrada pedindo para higienizar as mãos antes e depois da compra o ingresso 
  • Máscara: só pode ser retirada dentro da sala, para comer e ou beber 
  • A volta do ‘lanterninha’: vai haver rondas na sala (“A ideia é orientar, auxiliar, não constranger”), e não pode haver troca de lugar durante a sessão 
  • Bombonière: operadores irão orientar sobre o consumo de alimentos e bebidas; só sentado, no lugar marcado 
  • Entrada na sala de forma gradativa 
  • Distanciamento de dois metros na fila e na sala 
  • Vídeo com as orientações, antes das sessões 

As mesmas medidas serão aplicadas nos teatros e demais centros culturais, levando em consideração o modo de funcionamento de cada um deles.  

Planejamento poderá ser suspenso  

Mesmo com o plano de ação já encaminhado, os gestores explicaram que o mesmo poderá ser suspenso caso o número de infectados fique acima do balanço feito pela secretaria de saúde.

Se a mapa da curva da covid-19 mudar, a cidade deverá fechar novamente os setores até que o quadro seja revertido.  

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!