publicidade

Mediante suspeitas de fraude, Caixa suspendeu os pagamentos pelo Caixa Tem e passou a solicitar que os cidadãos compareçam as agências. Nas últimas semanas, a imprensa nacional notificou uma série de desvios no auxílio emergencial e no saque emergencial do FGTS. De acordo com a Caixa Econômica, tratava-se de ações criminosas com a finalidade de se apropriar dos valores dos benefícios.  

Caixa TEM não funciona? Veja quando ir até a agência resolver o problema! (Imagem: Reprodução - Google)
Caixa TEM não funciona? Veja quando ir até a agência resolver o problema! (Imagem: Reprodução – Google)
publicidade

Desse modo, a instituição deu início a investigações, solicitando a presença dos cadastrados em casos específicos.

Para poder revisar os dados e minimizar os casos de desvio, a Caixa criou duas categorias de vistoria. A primeira foi intitulada de ‘Bloqueio de Acesso’.

Ao conferir o app e se deparar com a informação da conta bloqueada o beneficiário terá que ir pessoalmente a uma agência e apresentar seu documento de identidade para poder libera-la.  

Nesse caso, as atualizações estão segundo o calendário:  

  • Quem nasceu em Janeiro / Fevereiro / Março – até 24/07/2020 
  • Quem nasceu em Abril / Maio – 27 a 31/07/2020 
  • Quem nasceu em Junho / Julho –  03 a 07/08/2020 
  • Quem nasceu em Agosto / Setembro / Outubro – 10 a 14/08/2020 
  • Quem nasceu em Novembro / Dezembro –  17 a 21/08/2020 

Para quem já perdeu o prazo, a Caixa explica que ainda está realizando o atendimento, mas solicita que as pessoas respeites as ordens das filas e evitem aglomerações. Os demais, devem seguir o cronograma acima. 

Suspensão de acesso 

A outra categoria de vistoria é a suspensão de acesso e permite que a resolução seja inteiramente digital. Nesse caso, não é preciso ir até uma agência da Caixa. Basta conferir os erros de cadastro e reenviar a documentação necessária para concluir a solicitação.  

Esse envio é feito pelo próprio app do Caixa Tem, por meio da função ‘Liberar Acesso’. Depois de anexar seus arquivos, o usuário deve esperar um prazo de até 24h para que os mesmos sejam validados e sua conta fique disponível para acesso.  

Presidente da Caixa, Pedro Guimarães, reforça que os cidadãos tenham cuidados com falsos links enviados pelo whatsapp, solicitando que todo o processo de registro seja feito exclusivamente pelo aplicativo para evitar novas fraudes.  

Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco e formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguagens. No mercado de trabalho, já passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de ter assessorado marcas nacionais como a Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.