Calendário restituição do IRPF 2020: Datas com todos os lotes de pagamento

No dia 31 de julho será liberado o 3º lote das restituições do Imposto de Renda. Os contemplados serão os contribuintes que enviaram as declarações até o dia 28 de março. Vale lembrar que o valor da restituição do IRPF 2020 é depositado diretamente na conta informada no ato do envio da declaração.

publicidade
Calendário restituição do IRPF 2020: Datas com todos os lotes de pagamento
Calendário restituição do IRPF 2020: Datas com todos os lotes de pagamento (Montagem/ FDR)

O primeiro lote foi pago ainda no mês de maio e foi destinado aos contribuintes preferenciais, que são os idosos, portadores de deficiência e aqueles que possuem alguma enfermidade grave. O lote seguinte se destinou aos contribuintes que efetuaram o envio da declaração até o dia 4 de março.

Calendário completo da restituição do IRPF 2020

  • 1º lote: 29 de maio de 2020.
  • 2º lote: 30 de junho de 2020.
  • 3º lote: 31 de julho de 2020.
  • 4º lote: 31 de agosto de 2020.
  • 5º lote: 30 de setembro de 2020.
publicidade

Vale lembrar que a restituição é paga aos contribuintes que, após a verificação, tenha sofrido retenção na fonte maior do que o seu imposto devido. Nesse caso, o próprio programa onde se faz o envio, fica responsável por fazer a análise e determinar se o declarante vai ou não receber a restituição.

O cálculo final leva em conta as deduções legais permitidas, informadas pelo contribuinte no momento do preenchimento da declaração.

Para consultar sua restituição, o contribuinte pode acessar o site da Receita Federal e inserir seu CPF. Em seguida, terá acesso à data em que receberá seu valor depositado em conta.

Entrega da declaração fora do prazo

O prazo para entrega da declaração do IRPF 2020 se encerrou em 30 de junho desse ano. O prazo foi estendido por conta da pandemia de coronavírus. Normalmente, o prazo final vai até o fim do mês de abril. Mesmo com um prazo maior, muitos contribuintes não entregaram ou fizeram o envio após data final.

Vale lembrar que a multa mínima para quem era obrigado a entregar e não enviou o documento dentro do prazo é de R$ 165,74 e a máxima de 20% do imposto devido. Além disso, o cidadão pode ter seu CPF irregular, o que faz com que ele não possa concorrer a cargos públicos e nem conseguir empréstimos.

 

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Amanda Castro
Amanda Castro é graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) e graduanda de Administração pela Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco (SEE). É responsável pela área de negócios, tráfego e otimização SEO do portal FDR. Além disso, atua como redatora do portal FDR e demais portais de notícias desde 2017, produzindo conteúdo sobre economia, finanças pessoais e programas sociais.