IRPF: Veja as profissões com maior renda baseado nas declarações

Médicos, advogados e donos de cartório estão entre os brasileiros mais ricos de acordo com a Receita Federal. Nessa terça-feira (14), o portal G1 publicou uma reportagem especial com balanço das profissões de maior rentabilidade no Brasil. Para formular o texto, o portal tomou como base o relatório divulgado pela RF referentes ao ano de rendimento do IRPF de 2018

IRPF 2020: Veja as profissões com maior renda baseado nas declarações (Imagem: Reprodução - Google)
IRPF: Veja as profissões com maior renda baseado nas declarações (Imagem: Reprodução – Google)

Titular de cartório, membro do ministério público, do poder judicial e do tribunal de contas são os três grupos com a maior rentabilidade nacional. Conforme apresentam os números da reportagem, eles contabilizam uma média mensal de cerca de R$ 103,141,41. 

A pesquisa levou em consideração os 30,2 milhões de brasileiros que declararam o Imposto de Renda em 2019.

Seu cálculo foi feito a partir da divisão da soma de todas as rendas declaradas pelo total de contribuintes de cada uma das 135 opções de ocupação principal listadas pela Receita. 

Dessa forma, pode-se comprovar a seguinte tabela:  

Profissões com o meno rendimento médio — Foto: Reprodução/Arte G1

Balanço geral 

Dos R$ 3,01 trilhões declarados em 2019, foram contabilizados R$ 1,84 trilhão em rendimentos tributáveis, totalizando uma média de 59%. No que diz respeito as taxas exclusivas da fonte (13º, salário, aplicações, etc) foi registrado um valor de R$ 302,7 bilhões, 10% do total acumulado. 

Por fim, cerca de R$ 957,3 bilhões ficou destinado aos rendimentos isentos, que representam os recebimentos de doações, heranças, aplicações financeiras como LCI e LCA, entre outros. 

Profissões de menor renda no IRPF 

O levantamento ainda apresentou os profissionais que possuem o menor salário. Foram apontados como os menos favorecidos os trabalhadores industriais, operacionais e prestadores de serviço que não precisam ter o nível escolar completo.  

Apesar da validação dos números pela Receita Federal, é importante lembrar ainda que o estudo leva em conta apenas as pessoas que declararam o Imposto de Renda, descobrindo assim algumas categorias que se isentaram da obrigação.  

Além disso, a titularidade de cada profissão é preenchida pelo contribuinte, de modo que possa desenvolver margens de erros na contabilidade total.

Atualmente, de acordo com o relatório de 2019, há em média 5,675 milhões de pessoas que se registram em “outras ocupações” e 5,431 milhões sem informar. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA