Nubank firma primeira compra internacional da sua história

Nessa semana, o Nubank informou ter assinado seu primeiro contrato estrangeiro, com uma empresa americana de consultoria em software chamada CognitectAs marcas, que já atuavam juntas, passarão a desenvolver novos programas de segurança e privacidade de dados. A ação faz parte do plano de extensão da Nu, que deseja atuar mais fortemente fora do Brasil em 2021.  

Nubank firma primeira compra internacional da sua história (Imagem: Reprodução - Google)
Nubank firma primeira compra internacional da sua história (Imagem: Reprodução – Google)

Localizada na Carolina do Norte, a Cognitect já prestava serviços para o Nubank. Com 20 funcionários, a americana fiscalizava as linguagens de programação do banco digital, para garantir que seus processos de auditoria não fossem extraídos.  

“A consultoria de software está por trás da linguagem de programação Clojure e do banco de dados Datomic, que o Nubank usa como uma ferramenta importante em processos de auditoria, garantindo que informações não se percam”, explicou Edward Wible, diretor de tecnologia e co-fundador do Nubank. 

De acordo com Edward, a Cognitect está atuando com o Nubank desde o ano de 2014 e, mediante o sucesso da parceria, viu-se a necessidade de fechar um contrato mais presente no Brasil.  

“À medida que crescemos, sentimos que não tínhamos mentores para orientar os engenheiros mais seniores, o que muda após a aquisição. Na nossa escala atual, há tanta coisa em jogo que achamos que precisávamos de um nível diferente de acesso a um de nossos parceiros tecnológicos mais importantes”, pontuou.  

Questionado sobre a possibilidade de alterar as políticas de privacidade da marca, o gestor afirmou que o banco digital permanecerá mantendo o Clojure como sua linguagem de programação de código aberto. Além disso, os serviços do Datomic seguirão sem alterações para os usuários.  

Sobre o Nubank 

Com um faturamento de aproximadamente US$ 10,4 bilhões em 2019, o Nubank hoje possui mais de 26 milhões de clientes e é considerado o maior banco digital do país. Somente nos últimos três meses, mesmo mediante a pandemia do novo coronavírus, realizou mais depósitos do que todo o acumulativo do último ano.  

Entre seus principais sucessos, está o cartão de crédito e débito virtual. Sem a cobrança de anuidade, as ferramentas permitem que seus clientes possam fazer transações digitais gratuitas, sem precisar se descolarem até uma agência bancária. Além disso, o Nu permite também a realização de pagamentos, depósitos, transferências e mais.  

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.