Trabalhador com poupança digital bloqueada precisa comprovar identidade na Caixa

Uma série de contas criadas por meio da poupança digital da Caixa Econômica Federal, que são movimentadas pelo Caixa Tem e usadas para o depósito do crédito do auxílio emergencial e FGTS, foram suspensas por indícios de fraude.

Titular com poupança digital bloqueada precisa comprovar identidade na Caixa
Titular com poupança digital bloqueada precisa comprovar identidade na Caixa (Foto: Google)

Nesta terça-feira (21), o presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Pedro Guimarães justificou o motivos dos bloqueios. 

“Todos os bloqueios são suspeita de fraude. Suspendemos centenas de milhares de contas sim, e nesse momento as pessoas podem pedir o desbloqueio”, disse Guimarães. 

De acordo com o presidente, o total de contas bloqueadas seria equivalente a cerca de 5% do total de aprovados.

Guimarães apontou que a origem de fraude se iniciou nos cadastramentos do auxílio emergencial. Ele disse ainda que como muitas pessoas não tem celular, a Caixa permitiu que um celular abrisse mais de uma conta e isso colaborou com a fraude.

“Temos as provas de que a grande maioria foram utilizadas por hackers. Mas algumas pessoas são pessoas honestas que foram penalizadas”, afirmou.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
OPORTUNIDADE
imagem do cartão
Novo Cartão de crédito queridinho do Brasil, sem anuidade e que você pode solicitar agora 34.787 pessoas já solicitaram

Os responsáveis já foram identificados e serão penalizados. O banco recomendou que os beneficiários usem apenas os canais da Caixa para realizar qualquer transação e que não compartilhe dados pessoais. 

A instituição disse que o bloqueio preventivo foi realizado para proteger os clientes. Os trabalhadores que tiveram as contas suspensas receberão a mensagem: “Procure uma agência da CAIXA com seu documento de identidade para regularizar seu cadastro”.

Esses beneficiários devem comparecer a uma agência com seu documento, provando assim que é ele mesmo. Caso isso não ocorra a conta vai seguir bloqueada.

Além da suspensão da poupança digital, os beneficiários do auxílio emergencial e do saque emergencial do FGTS estão reclamando das suscetivas falhas apresentadas no aplicativo Caixa Tem. 

Alguns não conseguem acessar o aplicativo, seja para usar o dinheiro ou para consultar o saldo. Logo, este grupo fica impedido de usufruir do auxílio que é um direito do cidadão. 

Ainda há uma demora para concluir uma transação simples e a fila virtual de acesso continua demorando mais de 1 hora.

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.