Caixa TEM não corrige falhas e boqueia acesso ao FGTS e auxílio emergencial

Novamente os beneficiários do auxílio emergencial e do saque emergencial do FGTS estão enfrentando dificuldades para acessar os serviços do aplicativo Caixa Tem. A ferramenta serve para movimentação dos valores até a permissão do saque e de transferências para outras contas. O aplicativo é usado para pagamento de contas e para fazer compras.

Caixa TEM não corrige falhas e boqueia acesso ao FGTS e auxílio emergencial
Caixa TEM não corrige falhas e boqueia acesso ao FGTS e auxílio emergencial (Imagem: Montagem FDR.com.br)

Entre as queixas que estão sendo feitas nas redes sociais, há pessoas que não estão conseguindo acessar os serviços do Caixa Tem, seja para utilizar o dinheiro do auxílio emergencial ou do FGTS.

A demora para simplesmente acessar o saldo disponível e para concluir transações de compra no aplicativo tem incomodado. A fila virtual de espera para acessar as funções também é alvo de críticas.

Grande quantidade de acessos no Caixa TEM

Ao ser questionada a respeito das reclamações, a Caixa Econômica disse que as falhas registradas ontem (20), aconteceram em decorrência do grande número de acessos simultâneos na plataforma devido ao pagamento do FGTS para os trabalhadores nascidos em abril. O aplicativo FGTS apresentou falhas, mas já está normalizado.

“Os recursos disponíveis aos trabalhadores com direito ao saque emergencial de até R$ 1.045 seguiram podendo ser consultados normalmente no aplicativo Caixa Tem e no site do FGTS“, disse a Caixa em nota.

A Caixa afirmou que já pagou através do Caixa Tem cerca de R$121 bilhões do Auxilio para 65,2 milhões de pessoas.

Os problemas no aplicativo Caixa Tem começaram a aparecer no mês passado, quando foram incluídos na plataforma o pagamento do FGTS.

Alguns trabalhadores também relatam problemas com o Auxílio Emergencial, como demora para que o valor da ajuda caia na poupança social digital, ou um aviso de que a conta não foi localizada no aplicativo, sendo que outras parcelas do benefício haviam sido pagas anteriormente.

É o caso de Cristiane Santos de 37 anos, que há 19 dias tenta entrar no aplicativo Caixa Tem. Ela recebeu as duas primeiras parcelas do Auxílio Emergencial, mas não consegue movimentar os recursos da terceira parcela. Mesmo tendo reportado seu problema para a Caixa, ainda não teve seu problema solucionado.

Para corrigir os problemas, no último dia 7, a Caixa Econômica Federal anunciou uma atualização no aplicativo Caixa TEM.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.