Aprovação do pagamento por WhatsApp será anunciada em breve, diz BC

Na última semana, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, informou que a instituição está avaliando se aceitará a proposta de pagamentos via Whatsapp. De acordo com o gestor, antes de liberar o serviço, será preciso alinhar os critérios de segurança e garantir que não haja competição ou desigualdade entre as demais plataformas financeiras. 

Aprovação do pagamento por WhatsApp será anunciada em breve, diz BC (Imagem: Reprodução - Google)
Aprovação do pagamento por WhatsApp será anunciada em breve, diz BC (Imagem: Reprodução – Google)
publicidade

A decisão de aprovar ou não os pagamentos via WhatsApp estão sendo debatida desde o último mês, quando a rede de mensagens informou que estaria lançando seu novo serviço no Brasil.

Inicialmente, a proposta foi vista de forma positiva, mas acabou por gerar um desconforto entre as demais plataformas bancárias tendo em vista que escolhia a Cielo como realizadora da operação.  

“Nós temos conversado com eles, acertamos aí uma posição de aprovar o mais rápido possível para que eles consigam operar, mas a gente precisa ter certeza que ele é barato, ele é eficiente, ele é aberto, ele é seguro para as pessoas”, disse Campos Neto, em live promovida pelo Itaú BBA. 

O gestor pontou ainda que mesmo com o pedido de autorização já feito, o WhatsApp deverá esperar como os demais processos e só poderá liberar as transições mediante a validação do BC.

O presidente deixou claro que o assunto já está em pauta na instituição, mas será analisado “num trilho de aprovação normal, como qualquer outro arranjo e vai ser aprovado como qualquer outro arranjo”. 

Sobre a parceria do WhatsApp com a Cielo, Campos Neto explicou que, por mais que não se tenha um acerto de exclusividade, o desenho de funcionamento liberado pelas marcas ainda colocaria em risco o mercado financeiro. 

De acordo com ele, trata-se de uma estrutura de custos que levava a desincentivo para mais adquirentes, reforçando a necessidade de revisão do projeto.  

Sobre os pagamentos via WhatsApp  

A proposta foi divulgada no começo de julho. Intitulada Whatsapp pay, permitirá que os usuários da plataforma de mensagem realizem pagamentos por meio da mesma.

Ao anunciar o novo serviço, a marca informou também que o Brasil seria o primeiro país a testa-lo. Para isso, as transações seriam mediadas por meio da Cielo, empresa responsável por fazer os repasses entre clientes e empreendedores que atuem no mercado digital.  

Eduarda AndradeEduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.