Quarta parcela do auxílio emergencial: TUDO o que já se sabe sobre o pagamento

PONTOS CHAVES

  • Quarta parcela do auxílio emergencial começa a ser liberada 
  • Valor do benefício será ofertado em quatro rodadas
  • Pagamento funcionará de modo distinto para os beneficiários do Bolsa Família

Pagamento do auxílio emergencial ganha nova rodada a partir da próxima semana. No dia 20, os beneficiários do Bolsa Família serão os primeiros contemplados com a 4ª parcela do coronavoucher. Até o dia 31 de julho, a Caixa Econômica Federal estará fazendo os depósitos para esse grupo. Na sequência, de acordo com a instituição, os demais cadastrados também passarão a receber pelo Caixa Tem

Quarta parcela do auxílio emergencial: TUDO o que já se sabe sobre o pagamento (Imagem: Reprodução - Google)
Quarta parcela do auxílio emergencial: TUDO o que já se sabe sobre o pagamento (Imagem: Reprodução – Google)

Após um período de análise, o governo federal aprovou o pagamento de uma parcela extra no auxílio emergencial. De acordo com a equipe econômica e com o ministério da cidadania, a decisão foi motivada mediante a crise do novo coronavírus que ainda afeta milhares de brasileiros.  

Calendário de pagamentos do auxílio emergencial

Até o momento, os beneficiários que se cadastraram pelo aplicativo ou site ainda não tiveram as datas de recebimento divulgadas.

Segundo as entrevistas concedidas pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro Paulo Guedes as liberações deverão ocorrer entre os meses de julho e agosto. 

O valor total de R$ 600 deverá ser concedido em quatro rodadas. A primeira será de R$ 200, a segunda de R$ 300 e as duas últimas de R$ 100. Se somadas com as demais parcelas já liberadas, o benefício ofertará R$ 2.000 por cidadão.  

Já para quem for receber pelo Bolsa Família, o sistema de pagamentos será diferente. Nesse caso, o valor deve ser concedido de uma única forma, seguindo o cronograma do projeto previsto para o mês de julho.

A ordem é definida de acordo com a numeração final do NIS, conforme você pode conferir abaixo:  

Calendário de pagamento da 4ª parcela do auxílio emergencial – Bolsa Família  

Número final do NIS / Data de pagamento 

  • NIS final 1 / 20 de Julho 
  • NIS final 2 / 21 de Julho 
  • NIS final 3 / 22 de Julho 
  • NIS final 4 / 23 de Julho 
  • NIS final 5 / 24 de Julho 
  • NIS final 6 / 27 de Julho 
  • NIS final 7 / 28 de Julho 
  • NIS final 8 / 29 de Julho 
  • NIS final 9 / 30 de Julho 
  • NIS final 0 / 31 de Julho 

Normas do Caixa Tem 

Exceto quem for contemplado pelo Bolsa Família, os demais terão dois calendários de pagamento. Primeiro o valor será concedido por meio da poupança digital da Caixa e deverá ser acessado pelo Caixa Tem.  

Para gastar a quantia, o cidadão deve usar a ferramenta para fazer pagamentos de boletos ou compras através do cartão de débito virtual. Há estabelecimentos, como supermercados, que estão recebendo também mediante a leitura de QR Code no aplicativo.  

Liberação e antecipação em saque 

Depois de ser concedido via internet, os R$ 600 da quarta parcela do auxílio emergencial deverá ser liberado para saque. Nesse caso, os beneficiários precisarão ir até uma agência da Caixa Econômica ou então solicitar a transferência, via Caixa Tem, para uma conta de sua titularidade.  

Quarta parcela do auxílio emergencial: TUDO o que já se sabe sobre o pagamento (Imagem: Reprodução - Google)
Quarta parcela do auxílio emergencial: TUDO o que já se sabe sobre o pagamento (Imagem: Reprodução – Google)

Em caso de antecipação, para as pessoas que precisarem ter acesso ao valor em espécie de forma imediata, é possível realizar através das fintechs. Marcas como o NubankPagSeguroentre outras, permitem que seus clientes gerem os próprios boletos. 

Desse modo, basta criar um carnê com o valor que deseja sacar e utilizar o Caixa Tem para paga-lo. Feito isso, a quantia deve ser depositada, dentro de um prazo de 24h, na conta da fintech no qual está vinculado.  

A administração desse pagamento está sendo realizada também pela Caixa Econômica Federal. Ao ser finalizados os calendários previstos para os meses de julho e agosto, o benefício de caráter emergencial, mediante a pandemia do novo coronavírus, será suspenso para a aplicação do novo projeto social federal, o Renda Brasil.  

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.