Prova de vida digital do INSS: Veja quais pensionistas poderão fazer o teste

INSS passa por adaptação digital e reformula seus serviços. Mediante a chegada da pandemia do novo coronavírus, o Instituto Nacional do Seguro Social precisou readaptar seu atendimento para as plataformas digitais. Na última semana, o presidente do órgão, Leonardo Rolim, informou que sua equipe desenvolveu uma nova ferramenta, na qual permitirá que a prova de vida seja feita sem que o segurado precise sair de sua casa.  

Prova de vida digital do INSS: Veja quais pensionistas poderão fazer o teste (Imagem: Reprodução - Google)
Prova de vida digital do INSS: Veja quais pensionistas poderão fazer o teste (Imagem: Reprodução – Google)

O novo projeto do INSS tem como finalidade permitir que a prova de vida passe a ser feita através de procedimentos de reconhecimento facial. 

Para isso, a equipe técnica do instituto está criando um projeto piloto que deverá atender cerca de 550 mil pessoas em todo o país. A execução começará a ser feita em agosto e funcionará como um teste.  

Público alvo do INSS 

Terá direito de fazer a nova prova de vida os segurados que já têm carteira de motorista ou título de eleitor digital. Dentro desse grupo, serão ainda priorizadas as pessoas nascidas entre janeiro ou fevereiro, tendo em vista que já estão em atraso no procedimento.

De acordo com o balanço feito pelo próprio INSS, serão mais de 36 milhões de segurados, o que totaliza aproximadamente 1,5% as pessoas registradas.  

A realização do serviço deverá funcionar por meio do aplicativo Meu INSS que passará por uma atualização para a inclusão do reconhecimento.  

Sobre a prova de vida 

Trata-se de uma determinação do INSS para ter certeza de que os benefícios estão sendo cedidos legalmente. Para isso, o cidadão deve se apresentar em uma agência bancária a cada 12 meses, apresentando um documento oficial com foto para comprovar sua titularidade.  

O procedimento toma como data base o aniversário do segurado e pode resultar no cancelamento dos pagamentos para quem ficar atrasado. 

No caso de pessoas impossibilitadas de comparecer presencialmente, é preciso encaminhar algum responsável legal ou solicitar, através do site do INSS, que o serviço seja feito em seu lar.  

“O objetivo é minimizar ao máximo a necessidade de as pessoas irem ao banco ou à agência do INSS para fazer prova de vida, buscando simplificar a vida das pessoas”, afirma o presidente. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.