Conta de luz veio mais cara? Aprenda a contestar o valor

Tradicionalmente, as empresas de energia elétrica enviam seus funcionários para medir os gastos dos consumidores e assim gerar a conta de luz. Com a pandemia, isso não tem sido mais possível. O que tem ocorrido é que as contas tem sido enviadas por meio de estimativa. Basicamente, se utiliza os últimos doze meses e se faz uma média do valor.

publicidade
Conta de luz veio mais cara? Aprenda a contestar o valor
Conta de luz veio mais cara? Aprenda a contestar o valor (Foto: Google)
publicidade

Com essa nova maneira de se calcular, muitos consumidores tem reclamado dos altos valores cobrados. Vale ressaltar que, esse cálculo por estimativa é uma das recomendações da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) na pandemia.

Mas podemos dizer esse modelo tem afetado mais as empresas, pois não estão funcionando, mas recebem a conta como se estivessem consumindo da mesma forma.

E importante ressaltar que, essa modalidade de cálculo já acontecia em alguns casos. “Algumas vezes, você não consegue fazer a leitura. Por exemplo, a casa está fechada, e você faz um cálculo com base na média de consumo. Verifica-se qual foi o consumo médio dos últimos três meses, por exemplo, e cobra-se aquele valor no mês em que não houve a leitura. Se no mês seguinte houver algo diferente, o consumidor é ressarcido.”, informou o técnico da Abradee, José Gabino.

Mas como analisar o cálculo da minha conta de luz?

O primeiro passo é entrar em contato com a sua distribuidora de energia. Busque os canais oficiais e se questione sobre como a medição de sua conta foi realizada. Peça detalhes de como ela chegou no valor cobrado.

Caso seja por estimativa, o consumidor pode informar os números apresentados no relógio. Caso seja constatado que a cobrança foi acima, o cliente pode ser ressarcido na próxima conta de luz.

Vale lembrar que contatos online ou telefone são as únicas formas de falar com as empresas, pois não há atendimento presencial.

Caso não obtenha resposta, o cliente pode entrar em contato com a Aneel, através do site ou pelo telefone 167.

Outro ponto importante é que o consumidor pode se precaver e enviar o número de consumo antes mesmo do prazo da leitura. Isso fará com que a empresa calcule de forma exata e correta.

 

AvatarAmanda Castro
Amanda Castro é graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). É responsável pela área de negócios, tráfego e otimização SEO do portal FDR. Além disso, é também redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular, finanças e programas sociais.