Transporte público do Rio de Janeiro diminuí valor das passagens NESTES casos

Aqueles que são passageiros do Terminal Rodoviário de Campo Grande, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, vão se deparar com “promoções” para o pagamento em dinheiro das passagens de ônibus.

Transporte público do Rio de Janeiro diminuí valor das passagens NESTES casos
Transporte público do Rio de Janeiro diminuí valor das passagens NESTES casos (Foto: Google)

Se for pago com o Riocard, as passagens saem pelo preço tabelado de R$4,05, porém com o pagamento sendo realizado em dinheiro o valor cai para R$2.

Essa pratica é considerada ilegal pela Secretaria Municipal de Transportes, porém foi registrada no bairro no começo do mês de maio. Os descontos serão para os veículos das linhas 802, 832, 835, 838 e 866.

Em setembro do ano passado, os flagrantes de linhas de ônibus que oferecem desconto no letreiro dos coletivos foram registrados, já que a prática é irregular. A prefeitura do Rio também chegou a coibir a ação.

No mês de novembro, uma reportagem mostrou que as promoções ilegais eram mantidas. Na época das primeiras denúncias, os funcionários disseram que as promoções era uma forma das empresas de competirem com as vans que cobravam uma passagem mais barata.

Nesta época, o Ministério Público informou que havia acionado a prefeitura e citou a importância de se abrir a “caixa-preta” dos transportes.

Esse código disciplinar que deve ser respeitado pelas empresas de ônibus estabelece que a cobrança de tarifa com valor inferior ao determinado pelo órgão gestor, sem prévia autorização do mesmo, configura infração média e cabe multa.

A secretaria informou ainda que as ações de fiscalização seguem intensificadas, já que a “promoção” das passagens não foram extintas.

Medidas de isolamento

O governador do Rio, Wilson Witzel prorrogou as medidas de restrição e isolamento até o dia 21 de julho.

Apesar disso, alguns setores do comércio e indústria podem manter o seu funcionamento em horários específicos para evitar aglomerações. 

Essa medida foi estendida por conta da necessidade de atualizar as medidas para o enfrentamento da COVID-19, já que aumentou a capacidade do Estado no atendimento às demandas por leitos hospitalares no tratamento da doença.

Além disso, o último boletim epidemiológico produzido pela Secretaria Estadual de Saúde apresentou redução do número de óbitos confirmados de COVID-19, assim como a redução na curva de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave confirmados causados pelo coronavírus.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.