Rio de Janeiro adere medidas mais restritas de isolamento; saiba o que muda

Após o processo de flexibilização já iniciado em diversas capitais e estados, nova fase já começa a ser observada no Rio de Janeiro. Mas, na contrapartida as ordens do prefeito da capital, Marcelo Crivella, o governador Wilson Witzel prorrogou as medidas restritivas.

Estado do Rio de Janeiro adere medidas mais restritas de isolamento; saiba o que muda (Reprodução/Internet)
Estado do Rio de Janeiro adere medidas mais restritas de isolamento; saiba o que muda (Reprodução/Internet)

Segundo a decisão, o Rio de Janeiro ficará até o dia 21 de julho em isolamento total com a implementação de algumas novas medidas. Toda a regulamentação foi publicada no Diário Oficial do estado nesta terça-feira (7).

No texto, ainda é definido que será mantido o funcionamento de alguns setores do comércio e da indústria em horários específicos. Todas as medidas são tomadas para evitar aglomerações.

De acordo com o estado, houve a necessidade de atualizar as regras para o enfrentamento da COVID-19 em decorrência do aumento da capacidade do Estado no atendimento às demandas por leitos hospitalares.

Governo também destaca que aulas presenciais das redes de ensino estadual, municipal e privada continuam suspensas. Atividades nos cinemas, teatros e academias de ginástica não estão autorizadas.

Já para as atividades praticadas nas praias, lagoas, rios, piscinas públicas e clubes também está mantida a recomendação para não frequentar. Uso de máscara continua obrigatório em qualquer estabelecimento público, assim como em locais privados com funcionamento autorizado de acesso coletivo.

Além disto, também foram mantidas as regras de reabertura gradual de setores do comércio e da indústria. Mas é importante destacar que caberá aos municípios decidirem se aceitam ou não.

“Em caso de descumprimento das medidas previstas, as forças de segurança pública poderão atuar em eventuais práticas de infrações administrativas e crimes previstos”, detalhou nota governo.

É importante lembrar que shopping centers e centros comerciais podem funcionar das 12h às 20h, porém com limitação de 50% da capacidade e garantindo fornecimento de álcool em gel 70%.

Já no caso das  praças de alimentação podem reabrir, mas com metade da sua capacidade. As áreas de recreação, cinemas e afins devem permanecer fechados.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.