Reabertura de academias em São Paulo deve ser autorizada na sexta-feira

Já indicando uma volta gradual de alguns serviços a população, a abertura de academias ainda está sendo discutida na cidade de São Paulo. A reabertura deverá acontecer na próxima semana, com expectativa de assinatura do decreto nesta sexta-feira (10).

Reabertura de academias em São Paulo deve ser autorizada na sexta-feira (Reprodução/Internet)
Reabertura de academias em São Paulo deve ser autorizada na sexta-feira (Reprodução/Internet)

De acordo com informações obtidas pelo UOL, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), deve assinar nesta sexta-feira (10) o decreto que autoriza a reabertura desses espaços na capital.

Com isto, as academias já terão a autorização para realizar o atendimento a seus alunos, mas considerando esquema especial de segurança à saúde.

É importante lembrar que na última quarta (8), representantes do setor e da prefeitura promoveram debate virtual sobre o assunto.

No estado de São Paulo as academias já estão autorizadas a reabrirem desde o último dia 6, quando o governo liberou. Porém, cabe sempre as cidades a acatarem ou não a decisão divulgada pela gestão estadual.

Esta decisão vem dois meses depois de o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) decretar que o setor é essencial para a economia e, por isso, deveria ficar aberto durante a pandemia.

Durante esta autorização do presidente, o setor amplamente foi alvo de críticas. Algumas academias abriram na região sul. No início do mês, em Recife, protestos foram também feitos solicitando a reabertura dos espaços na cidade.

A pressão também foi feita por meio da associação nacional das academias, no qual apresentou protocolo às prefeituras solicitando uma reabertura. Porém a área ainda está com pontos a serem definidos.

Isto porque, há uma divergência entre o setor e prefeitura de São Paulo quanto o número de horas que as academias devem ficar abertas. O Governo do estado detalha que devem ficar por seis horas durante a fase amarela.

Mas os representantes das academias defendem que seria necessário oito horas, alegando que assim haveria menos gente ao mesmo tempo dentro dos estabelecimentos. Os pontos em relação a capital paulistana ainda estão sendo definidos.

Por fim, é importante considerar que caberá ao prefeito definir os critérios da cidade. Ainda é discutido que a regra pontua a obrigação da autorização apenas para atividades individuais, não coletivas.

Além deste ponto, outro protocolo defende que as academias não terão ocupação superior a 40% da capacidade. Além de ter limpeza intensificada dos equipamentos, três vezes ao dia, e restrição do uso dos vestiários.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.