publicidade

Com o prazo da declaração do Imposto de Renda chegando ao fim, é importante ficar atento a alguns pontos que devem ser apresentados no documento. Um deles é o valor recebido no ano passado, correspondente ao saque imediato do FGTS.

Atenção! Saque imediato do FGTS deve estar na sua declaração do IRPF 2020 (Montagem/FDR)
Atenção! Saque imediato do FGTS deve estar na sua declaração do IRPF 2020 (Montagem/FDR)
publicidade

Em 2019, o governo federal liberou uma rodada de saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para trabalhadores com saldo em contas ativas e inativas. Com isso, será necessário incluir – caso atenda os critérios de declaração – a quantia no procedimento.

De acordo com a Receita Federal, parte dos 60,4 milhões de trabalhadores que retiraram até R$ 998 terão que prestar contas. No entanto o procedimento só deverá ser feito por aqueles que receberam no ano passado mais de R$ 28.559,70 em rendimentos.

Além deste, há outros critérios básicos definidos pela RF. Porém, caso o brasileiro esteja isento de realizar o procedimento do Imposto de Renda, não será necessário prestar contas ao Leão do recebimento.

Como declarar o saque imediato do FGTS

Segundo o órgão, o dinheiro sacado deverá ser detalhado no formulário de rendimentos isentos e não tributáveis, disponível no item 4. Este ponto engloba indenizações por rescisão de contrato de trabalho, por planos de demissão voluntária, por acidente de trabalho e saques do FGTS.

Ao selecionar a abertura deste ponto no programa de declarações de imposto, o contribuinte deverá informar o valor sacado, pontuado como: “Caixa Econômica Federal” e informar o número do Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) da instituição, no caso do banco é: 003603050001-04.

O contribuinte que não tiver o comprovante de saque, ele poderá pedir um extrato na página do FGTS na internet. Ainda é possível fazer essa consulta através da página da Caixa ou no aplicativo FGTS para dispositivos móveis.

O prazo para entregar a declaração acaba no próximo dia 30. A Receita Federal destaca que até as 11h desta terça-feira (23), 22.272.608 declarações foram recebidas. Com isto, 70% dos brasileiros realizaram o procedimento. Neste ano, o órgão espera receber 32 milhões de documentos.

Juan Gouveia é formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). É redator do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular, direitos trabalhistas e finanças diariamente.