publicidade

PONTOS CHAVES

  • Aulas retornam em 8 de setembro 
  • Retorno presencial será divido em três etapas
  • Alunos poderão ter 4º do ensino médio

O governo do estado de São Paulo se prepara para o retorno das aulas presenciais nas escolas públicas e privadas a partir de 8 de setembro. A reabertura engloba as escolas de ensino infantil, fundamental e médio e fará uma combinação de aulas presenciais e virtuais. A retomada estima que o estado estará há 28 dias na fase amarela do plano de retomada da economia.

Estado de São Paulo divulga plano de retorno presencial das aulas; confira na íntegra!
Estado de São Paulo divulga plano de retorno presencial das aulas; confira na íntegra! (Foto Google)
publicidade

A retomada das aulas prevê:

  • Volta geral das aulas presenciais, em conjunto para todas as cidades, a partir 8 de setembro que de acordo com o plano de retomada da economia, nessa data, o estado estará há 28 dias na fase amarela
  • as aulas só voltarão se todas as regiões do estado estiverem há 28 dias dentro da fase amarela de flexibilização da economia
  • A retomada das aulas presenciais será feita para todas as níveis escolares, ou seja, creches, educação infantil, ensino fundamental e ensino médio
  • retorno para redes públicas e particulares
  • Para o ensino técnico, profissionalizante e no superior, os alunos formandos estão autorizados a ter aulas nos laboratórios para cumprir seus créditos e terminar os cursos, de forma geral, o ensino superior contará com regras próprias e vinculadas ao Plano São Paulo
  • três etapas de retomadas das aulas: a 1ª será com 35% dos alunos, a 2ª com 70% e a 3ª e última com 100% dos alunos
  • estudantes que ainda não estiverem indo às escolas deverão continuar assistindo às aulas online
  • Todos os protocolos de higiene e distanciamento devem ser cumpridos pelas instituições
  • O distanciamento de 1,5 metro entre os estudantes deve ser mantido, porém com exceções, como nas creches, uma vez que não há como obedecer a medida entre bebês e cuidadores (para esta questão, o governo ainda não definiu o que deve ser feito)
  • O Governo de SP, vai conceder Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) a todos os funcionários das escolas
  • Distribuição de máscaras aos estudantes e funcionários com uso obrigatório. Os alunos que não usarem não poderão permanecer na unidade.
  • Os professores que fazem pate do grupo de risco seguirão com as atividades de forma remota
  • A temperatura dos alunos será medida na entrada da escola e os pais também deverão medi-la antes de seus filhos saírem de casa, e, se ela estiver acima de 37,5°, é recomendado que o aluno permaneça em casa.
  • Uso dos bebedouros estão proibidos. Será fornecida uma caneca aos estudantes e todos os profissionais
  • Turmas terão intervalos em horários alternados
  • Horários de entrada e saída organizados para evitar aglomeração.

Protocolo de distanciamento

O governador do estado de São Paulo, João Dória, afirma que o plano com protocolos de distanciamento, monitoramento da saúde, higiene pessoal e de todas as áreas da escola estão bem definidos e que ele vai garantir a segurança de todos nas escolas púbicas municipais, estaduais e recomenda que as escolas privadas também sigam as orientações.

O plano terá três fases com base no aumento nos número de alunos nas salas de aula:

  • 1ª etapa: Determina um retorno de até 35% dos alunos, como forma de preservar um distanciamento de 1,5 metro
  • 2ª etapa, 70% dos alunos retornam às escolas para as aulas presenciais
  • 3ª etapa, haverá 100% de ocupação das salas. Esta etapa foi batizada pelo governo de “novo normal”.
(Sumaia Vilela / Agência Brasil)

Universidades do estado de São Paulo

O vice-reitor da USP (Universidade de São Paulo) Antônio Carlos Hernandes, apresentou em 16 de junho o plano de readaptação das atividades acadêmicas da universidade, que prevê que o ensino a distância continue até o final do ano letivo para os cursos de graduação e pós graduação.

Já a Unicamp e a Unesp comunicaram também na tarde de ontem, 24, aos professores que continuarão com as aulas pela internet na retomada do segundo semestre.

O próximo semestre na USP tem previsão de início para 18 de agosto, com a utilização da metodologia das aulas online, que podem ou não permanecer até o fim do período.

4º ano do ensino médio para estudantes se preparem melhor

A secretaria Estadual de Ensino trabalha atualmente na ideia de criar um 4º ano do ensino médio que seria opcional para os alunos que tem intenção de se preparar mais para os vestibulares.

A ideia de criar este ano letivo adicional foi trazida em uma conversa com estudantes que tem o desejo de estudar mais para os vestibulares e que ele será oferecido em escolas que tiverem vagas disponíveis para o projeto.

COMENTÁRIOS

Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.