Novo sistema de pagamentos do BC vai liberar saques em comércios varejistas

Banco Central anuncia novo sistema de pagamentos para varejistas. Nessa segunda-feira (21), o presidente da instituição, Roberto Campos Neto, concedeu uma entrevista explicando como funcionará o programa PIXTrata-se de um novo serviço bancário que terá como finalidade permitir a realização de saques em lojas do comércio. De acordo com o gestor, a iniciativa promete incentivar o mercado e deverá ter bons resultados.  

Novo sistema de pagamentos do BC vai liberar saques em comércios varejistas (Imagem: Reprodução - Google)
Novo sistema de pagamentos do BC vai liberar saques em comércios varejistas (Imagem: Reprodução – Google)

A ideia geral do projeto é que a partir dele seja possível realizar pagamentos e transferências entre pessoas, empresas e governos. O serviço deverá funcionar em tempo integral, estando disponível 24h por dia, todos os dias da semana. Diferente do que acontece hoje com os repasses feitos por TED ou DOC. 

Características do sistema de pagamentos PIX

Questionado sobre o tempo de lançamento, Roberto afirmou que a estimativa da sua equipe é que o projeto comece a rodar a partir de novembro. No entanto, deixou claro que os cidadãos e clientes interessados deverão saber todas as funcionalidades com antecedência.

Desse modo, a partir de agosto serão publicadas todas as regras e demais detalhes do produto.   

“Para inaugurar essa agenda evolutiva, anuncio hoje para vocês, em primeira mão, que o PIX permitirá o serviço de saque por meio da rede varejista”, disse Campos Neto.  

Sobre o diferencial ofertado pela PIX, Roberto defendeu a praticidade e rapidez. De acordo com ele, não será mais necessário estar se deslocando diariamente até as instituições bancárias para organizar os pagamentos de seu negócio. Com a plataforma, esse serviço será feito de forma mais simples e ainda garantirá uma circulação econômica no mercado.  

“O que posso adiantar é que essa facilidade visa a trazer mais eficiência, por meio da reutilização do dinheiro no varejo e do aproveitamento dessa rede, e fomentar a competição, ampliando as opções e a capilaridade das instituições para ofertarem o saque”, acrescentou.  

Lucros e expectativas de mercado  

O gestor pontuou ainda que, segundo as estimativas do Banco Central, o lançamento do sistema de pagamentos deverá reduzir o custo lógico e operacional com a distribuição de numerário.

Isso significa um maior poder aquisitivo para o varejo, tendo em vista que os comerciantes terão novas possibilidades de investimento.  

“Além de agregar conveniência aos consumidores, pode gerar negócios adicionais aos varejistas, e permite aos participantes do PIX novas possibilidades”, declarou o presidente do Banco Central. 

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.