Saque do FGTS: vale a pena optar pelo recebimento emergencial?

No último dia 13, a Caixa Econômica Federal (CEF), divulgou o calendário de saque do FGTS emergencial. Essa é mais uma das medidas tomadas pelo governo para minimizar os problemas econômicos trazidos pela pandemia de Covid-19.

Saque do FGTS: vale a pena optar pelo recebimento emergencial?
Saque do FGTS: vale a pena optar pelo recebimento emergencial? (Imagem: FDR)

A ideia é que a partir do dia 29 de junho, mais de 60 milhões de brasileiros possam ter acesso ao saque do FGTS. Porém, alguns brasileiros ainda têm dúvidas se vale ou não a pena sacar esse valor.

Basicamente, o saldo estará disponível para saque para todos os trabalhadores que tenham contas ativas ou inativas com saldo do FGTS. Vale lembrar que o limite de saque é de R$ 1.045, ou seja, um salário mínimo. Mesmo que o trabalhador tenha mais saldo em suas contas, não poderá sacar mais que o limite estipulado.

Como citamos acima, existe a dúvida se vale ou não a pena sacar esse valor e de acordo com Marco Harbich, planejador financeiro pela Planejar, a resposta é sim. Segundo ele, trata-se de uma forma de resgatar um valor ‘investido’.

“É uma chance de resgatar o dinheiro. Com a crise e a pandemia, o trabalhador não sabe quando ele precisará. Recomendo a todos que saquem o valor”, afirma.

Normalmente, o FGTS só pode ser sacado em casos de demissão sem justa causa, aposentadoria, falecimento do trabalhador, algumas doenças específicas, entre outras razões. Mas por conta da pandemia, esse valor será liberado e pode ser de grande ajuda para milhões de pessoas.

O ideal é que o trabalhador tenha um destino pré-definido para utilização desse dinheiro, pois isso ajuda a evitar que seja usado de maneira irresponsável ou para coisas supérfluas.

Uma boa opção é o pagamento de contas e dívidas, pois é possível renegociar com credores e conseguir bons descontos para pagamentos à vista. Além disso, o trabalhador pode usar o dinheiro para amortizar ou quitar algum financiamento pendente.

Caso o trabalhador não possua dívidas, pode utilizar o dinheiro para pequenos investimentos ou até mesmo para criar uma reserva de emergência. Na verdade, o mais importante é se vai usar o dinheiro consciente.

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amanda Castro
Amanda Castro é graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) e graduanda de Administração pela Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco (SEE). É responsável pela área de negócios, tráfego e otimização SEO do portal FDR. Além disso, atua como redatora do portal FDR e demais portais de notícias desde 2017, produzindo conteúdo sobre economia, finanças pessoais e programas sociais.