Veja como conseguir desconto de 90% nas parcelas do seu aluguel atrasado

Crise econômica motivada pelo novo coronavírus faz com que brasileiros passem a renegociar suas dívidas. Nessa semana, um levantamento realizado pela imobiliária digital QuintoAndar mostrou que boa parte da população está solicitando novas formas de pagamento para aluguel de imóveis. De acordo com os dados, as empresas estão ofertando descontos de 5% a 90% por um período entre 2 a 7 meses. Saiba como solicitar.  

Veja como conseguir desconto de 90% nas parcelas do seu aluguel atrasado (Imagem: Reprodução - Google)
Veja como conseguir desconto de 90% nas parcelas do seu aluguel atrasado (Imagem: Reprodução – Google)

Mediante ao atual cenário financeiro, atrasar algumas contas se tornou a única opção para muitos cidadãos. Entre as dívidas de maior valor e relevância, estão os contratos de alugueis de imóveis. Nesse caso, é possível solicitar aos proprietários novos prazos ou até mesmo uma suspensão temporária, desde que ele seja garantido do valor total de alguma forma.  

Um dos meios de fazer esse retardamento é através do cartão de crédito. Há muitos locatários que estão recebendo por meio da modalidade. Desse modo, o valor lhe é garantido no mês exato, mas o morador só precisa pagar no mês seguinte 

Outra opção também é a redução temporária das cobranças. Aluguéis de R$ 700, por exemplo, podem ser rebaixados para R$ 500, desde que haja uma aprovação entre o contratante e seu cliente.  

Não há uma tabela exata com valores e reajustes que assegurem esses descontos. Sendo assim, a forma mais eficaz de consegui-los é por meio da geração de um comum acordo temporário.

Para tornar o negócio mais seguro, recomenda-se que todas as negociações sejam registradas em um novo contrato de aluguel ou que haja uma edição do documento que já estava em andamento.  

De acordo com a QuintoAndar, durante o período da pandemia, ações como adiantamentos, parcelamento de prestações no cartão de crédito, aluguel garantido e um fundo de crédito para corretores e fotógrafos parceiros já movimentaram R$ 35,8 milhões. 

No caso do pagamento por meio do cartão de crédito, o valor negociado foi de em média R$ 15 milhões, somente entre os meses de março e junho.  

“Para mim, uma surpresa positiva foi a abertura que os proprietários deram para negociar o aluguel. O aluguel é uma conta representativa das despesas mensais, mas também é uma receita importante na renda familiar do proprietário, que ele não pode abrir mão. O nível de aceitação e empatia dos dois lados foi uma surpresa positiva”, afirma Flávia Mussalem, gerente de marketing do QuintoAndar. 

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA