Atenção, MEI! Sebrae explica passo a passo para pequenos negócios voltarem a funcionar

Pequenos empresários contam com apoio do Sebrae para reabrirem seus negócios. Cientes de que o país vem enfrentando um processo de retomada das atividades econômicas, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas disponibilizou uma série de materiais auxiliando os empreendedores para administrarem seus negócios de forma segura. As informações podem ser acessadas por meio de seu portal na internet e estão separadas por segmentos.  

Atenção, MEI! Sebrae explica passo a passo para pequenos negócios voltarem a funcionar
Atenção, MEI! Sebrae explica passo a passo para pequenos negócios voltarem a funcionar (Imagem: Reprodução – Google)

Ao todo, foram estruturados 35 documentos destinados para mais de 47 segmentos setoriais, o que representa cerca de 75% dos pequenos negócios nacionais. Esse número é equivalente a 46% dos empregos gerados no país, o que justifica a relevância desse treinamento.  

As apostilas estão sendo liberadas por etapas no site do Sebrae. Primeiro, foram contemplados os empresários que atuam nos setores de moda, beleza, estética, bares, lanchonetes, restaurantes, lojas de rua e de shopping, academias de ginástica, clínicas e saúde.

Para esse grupo, o material ficou disponível no último dia 4 e contem, além de e-books, vídeos de orientação sobre as medidas adotadas para reabrir as empresas.  

Já a partir de hoje (10), serão disponibilizados conteúdos para quem trabalha no ramo de alimentação, como confeitarias, panificadores, feiras livres, minimercados e mercearias. O pessoal da construção civil, tanto indústria quanto lojas desses produtos, também serão orientados. 

Por fim, o Sebrae irá ofertar, a partir do dia 15 deste mês, apostilas de revisão para que os empresários possam repassar para seus funcionários. O documento ofertará uma espécie de check-list, onde poderão ser marcadas as medidas tomadas contra o covid-19.   

Diretor técnico do Sebrae, Bruno Quick Lourenço de Lima, explicou que as informações foram formuladas a partir de estudos de caso em outros países.

Para poder garantir o funcionamento das pequenas empresas nacionais, o instituto desenvolveu uma série de pesquisas, selecionando os melhores resultados para a aplicabilidade no Brasil. 

“São todos os cuidados que uma empresa deve ter no seu contato com clientes e fornecedores, e que seus colaboradores têm que tomar para mitigar, chegar próximo a eliminar as chances de contágio. É a economia trabalhando junto com a saúde no sentido de que os negócios possam funcionar sem serem elementos de propagação do vírus”, disse, em transmissão pela internet para lançar o protocolo. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.