Restituição do IRPF 2020: Confira como ANTECIPAR o pagamento

 

PONTOS CHAVES

  • Aqueles que vão receber a restituição da Receita Federal poderão antecipar o recebimento
  • Para isso é necessário que o contribuinte comprove com o recibo da declaração a restituição 
  • Neste ano serão 5 ao invés de 7 lotes pagos

A crise econômica que foi causada pelo coronavírus fez com que diversos brasileiros acumulassem contas em atraso. A situação também transformou em uma ajuda adicional a restituição do IRPF 2020 (Imposto de Renda Pessoa Física), para aqueles que têm direito de receber uma parte do que foi pago ao governo.

Restituição do IRPF 2020: Confira como ANTECIPAR o pagamento
Restituição do IRPF 2020: Confira como ANTECIPAR o pagamento (Foto: FDR)

Porém, aqueles que estão precisando do dinheiro podem antecipar o pagamento em vários bancos, que oferecem uma linha de crédito garantida por esse dinheiro.

Funciona assim: o cidadão recebe pelo banco escolhido um valor próximo do que erá pago na restituição. Quando a Receita pagar o lote, o contribuinte usa o dinheiro para quitar o empréstimo. O processo pode ser feito com desconto na conta, o que dá mais segurança ao banco. 

Os consultores destacam que esse empréstimo pode valer a pena para aqueles que estão em situação crítica, mas alertam para o risco das pessoas realizarem essa operação. 

O presidente da plataforma de consultores financeiros Dsop, Reinaldo Domingos, disse que “Se a pessoa não tem necessidade de dinheiro, não vale a pena pegar. Mas temos que reconhecer que, em momento de crise como o atual, as pessoas com necessidade precisam é mesmo do dinheiro.”

Por exemplo, uma pessoa que possuí dívidas no cartão de crédito, no qual a taxa mensal média cobrada no país é de 6,8% ao mês, de acordo com o Banco Central. A linha oferecida pelos bancos para antecipar a restituição do Imposto de Renda é uma opção que pode ser levada em conta. 

Conforme um levantamento da plataforma de comparação de taxas ComparaOnline, os juros que são cobrados pelos bancos para antecipar a restituição do IRPF 2020 variam de 1,79% a 3,69 ao mês. 

O contador e planejador financeiro da Planejar, Paulo Marostica, disse que “É uma forma simples e rápida porque a aprovação não tem a burocracia que existe em outros tipos de empréstimos”, afirma.

De acordo com ele, nenhuma aplicação de renda fixa oferece ganhos maiores que as taxas cobradas pelos bancos nos empréstimo. Por isso, tomar crédito só vale a pena se a pessoa tiver uma conta atrasada ou outra dívida com custo maior que os juros da restituição antecipada do IR. 

Como antecipar

Para antecipar o crédito da restituição, basta apresentar o recibo da declaração ao banco, comprovando o valor que tem a receber, além de indicar o banco como local de depósito da restituição. 

A indicação é feita no momento de preenchimento da declaração de Imposto de Renda. O valor pago varia de 75% a 100% da restituição, o dinheiro cai na conta até o dia seguinte ao acerto do contrato. 

O prazo do empréstimo pode ser até a data após o pagamento do último lote de restituição, no caso de 2020, 30 de setembro, como consta na regra. 

Apesar disso, neste ano os bancos estão com condições diferentes, estendendo o prazo até o fim do ano, por conta da pandemia causada pelo coronavírus. 

Malha Fina

O contribuinte deve ficar atento ao risco de cair na malha fina, isso ocorre quando a Receita encontra alguma informação errada ou incompleta na declaração. Por consequência, a restituição fica retida

Caso o contribuinte não receba no dia em que deveria quitar o empréstimo, é preciso que seja feita a renegociação da dívida, provavelmente trocando a linha de crédito, assumindo uma taxa de juros mais alta. 

O planejador da Dsop, Reinaldo Domingos, diz que o risco tende a ser maior no caso de quem faz a declaração completa. “Se a pessoa faz a declaração no modelo completo, pedindo abatimentos por causa de gastos com médico ou dentista, por exemplo, a preocupação é redobrada com o risco de cair na malha fina”, afirma.

Data de pagamento da restituição do IRPF 2020

O contribuinte pode saber se sua declaração foi liberada, por meio da página da Receita na internet. Nesta consulta é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados. 

Caso haja, o contribuinte pode avaliar as pendências e fazer a regularização, mediante entrega de declaração retificadora. 

Neste ano, a Receita diminuiu o número de lotes de 7 para 5. O primeiro já foi pago no final do mês de maio.

Agora, as próximas datas de restituição do IR são: 

  • 2º lote: 30 de junho 
  • 3º lote: 31 de julho 
  • 4º lote: 31 de agosto 
  • 5º lote: 30 de setembro

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.