Nubank, PagBank e Banco Inter: veja porque vale a pena receber auxílio de R$600 na conta digital

PONTOS CHAVES

  • O auxílio emergencial pode ser recebido no banco em que o trabalhador escolheu
  • Os três bancos oferecem diversas vantagens para aqueles que receberem por eles
  • Nesta semana, os beneficiários poderão sacar o seu auxílio seguindo o calendário.

Aqueles que receberem o auxílio emergencial nos bancos Nubank, PagBank e Banco Inter, podem ter algumas vantagens se comparado com os depósitos em bancos tradicionais. Saiba aqui quais são as vantagens de cada banco.

Nubank, PagBank e Banco Inter: Veja porque vale a pena receber auxílio de R$600 na conta digital
Nubank, PagBank e Banco Inter: Veja porque vale a pena receber auxílio de R$600 na conta digital (Imagem FDR)

Nubank 

O Nubank, que é um banco 100% digital traz diversas vantagens para os seus clientes. Além de simplificar a vida daqueles que querem controlar a sua área financeira. 

O banco não cobra anuidade e nem taxas de manutenção da conta, rendimento diário maior que o da poupança, pontos que nunca expiram no programa de benefícios e bandeira Mastercard.

No ano passado, a fintech brasileira teve o maior número de downloads no mundo e passou a ser considerada a principal fintech da América Latina e o maior banco digital independente do mundo.

Atualmente, o Nubank já tem 25 milhões de clientes, em todos os municípios do Brasil e com diferentes perfis.

Como receber o auxílio emergencial no banco digital?

No momento em que for realizar o cadastro através do site ou aplicativo disponibilizados pela Caixa Econômica Federal, opte por “Receber em uma conta já existente”. Depois, informe os dados do Nubank (banco 260 – Nu Pagamentos S.A.), o número de sua agência e conta e confirmar.

O CPF cadastrado na sua conta do Nubank deverá ser o mesmo da pessoa que receberá o auxílio.

O banco não cobra taxa para a transferência e o aplicativo não precisa usar os dados da internet.

Banco Inter

O Banco Inter nasceu em 1994 e é o primeiro banco totalmente digital no país. Além disso, foi a pioneira nas contas isentas de tarifas. 

Entre outras, também não faz cobrança de mensalidade pelo uso da conta. E as transferências são gratuitas.

Como receber o auxílio emergencial no Banco Inter?

No momento em que for realizar o cadastro através do site ou aplicativo disponibilizados pela Caixa Econômica Federal, opte por após escolher a opção ”Receber em uma conta já existente”, você deve colocar os dados da sua conta do Banco Inter. Com tudo preenchido, é só confirmar.

PagBank

O pagbank foi criado pela Pagseguro, no início era uma conta apenas para os comerciantes que possuíam maquininha de cartão. Porém, eles decidiram estender a conta para pessoa física. 

Como receber o auxílio no banco?

No momento em que for realizar o cadastro através do site ou aplicativo disponibilizados pela Caixa Econômica Federal, opte por “Receber em uma conta já existente” e optar pelo recebimento do auxílio emergencial na conta do pagbank.

O banco não cobra taxa para a transferência, possuí cartão internacional grátis, o saldo da conta rende mais do que na poupança (sem você fazer nada), e você ganha mais R$20.

Auxílio emergencial

Na última semana, o governo fez o pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial. 

Nesta semana, os beneficiários vão poder fazer a movimentação do auxílio para outras contas ou saque, de acordo com o mês de aniversário. Veja o calendário:

  • 30 de maio: nascidos em janeiro
  • 1 de junho: nascidos em fevereiro
  • 2 de junho: nascidos em março
  • 3 de junho: nascidos em abril
  • 4 de junho: nascidos em maio
  • 5 de junho: nascidos em junho
  • 6 de junho: nascidos em julho
  • 8 de junho: nascidos em agosto
  • 9 de junho: nascidos em setembro
  • 10 de junho: nascidos em outubro
  • 12 de junho: nascidos em novembro
  • 13 de junho: nascidos em dezembro

O auxílio emergencial é uma ação do governo que foi colocada em prática para amenizar os impactos da pandemia causada pelo coronavírus. 

O benefício pagará R$600 pelo período de três meses, para os trabalhadores informais, inscritos ou não no Cadastro único e para os inscritos no programa Bolsa Família.

O governo está pensando na possibilidade do pagamento de mais duas parcelas do auxílio, porém com um valor menor. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.