Relatório do TCU mostra erro no pagamento do auxílio emergencial para 8,1 milhões

Brasileiros deixam de ter acesso aos valores do auxílio emergencial por causa de fraudes. Nessa quarta-feira (3), o jornal Estadão publicou uma reportagem onde o Tribunal de Contas da União (TCU) faz um alerta sobre erros nos pagamentos do coronavoucher. De acordo com o TCU, mais de 8,1 milhões de pessoas estariam recebendo o benefício indevidamente, tendo em vista que não se enquadram nas regras da MP que autoriza o saque. Contrapartida, ainda segundo o órgão, cerca de 2,3 milhões de cidadãos (com direito ao depósito) estariam sendo excluídos do cronograma.  

Relatório do TCU mostra erro no pagamento do auxílio emergencial para 8,1 milhões (Imagem: Reprodução – Google)

É válido ressaltar que, essa não é a primeira informação sobre erros e fraudes nos cadastros do auxílio. No mês de maio, o TCU pôde constar que mais de 7 milhões de militares foram registrados e receberam os R$ 600 indevidamente.

Para a categoria, o tribunal determinou que fosse realizada uma devolução fiscal, por meio da administração da Advocacia Geral da União. Eles têm até este mês para fazer o repasse, ficando sujeitos a responderem legalmente pela fraude.  

Para avaliar tais informações, o TCU deverá analisar hoje (3), pelo plenário da Corte de Contas, os pagamentos realizados nos últimos dias. Mediante as suspeitas, o tribunal solicitou que o Ministério da Cidadania e a Dataprev publicasse uma portaria com o nome de todos os brasileiros que estão recebendo os valores 

As inscrições deverão ser apresentadas no Portal da Transparência e serão checadas ao longo dos próximos dias.  

Posicionamento da Caixa Econômica 

Questionada sobre os entraves para certo grupo de cadastrados, a Caixa informou que não é responsável pela aprovação dos pedidos. De acordo com a instituição, sua administração apenas recebe a lista da Dataprev, onde consta as contas bancárias dos segurados. Mas, a avaliação e análise dos dados cabe ao poder público 

Resposta do governo sobre as fraudes no auxílio emergencial

Já o Ministério da Cidadania, afirmou estar ciente dos erros e alegou que estará corrigindo os cadastros que apresentaram incompatibilidades pela legislação. A revisão será feita pela Dataprev e também precisará ser publicada para que o TCU possa avaliar. De acordo com o próprio governo, são mais de 50 milhões de pessoas beneficiadas ao longo das últimas semanas.  

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Relatório do TCU mostra erro no pagamento do auxílio emergencial para 8,1 milhões

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA