Crédito para microempresas falha e Guedes cobra solução da equipe

O ministro da Economia, Paulo Guedes, se mostrou irritado com a demora para a formatação da linha de crédito dedicado às microempresas. E por isso, aumentou a cobrança em cima da sua equipe. O ministro também colocou em andamento planos alternativos, como a adoção de recursos a microempresas adimplentes e o uso de “maquininhas” de cartão de crédito para conceder empréstimos.

Crédito para microempresas falha e Guedes cobra solução da equipe
Crédito para microempresas falha e Guedes cobra solução da equipe (Foto: Isac Nóbrega/PR)

Dentro do governo, está sendo avaliado que o crédito às microempresas é o único ponto falho nessa estratégia de enfrentamento dos efeitos econômicos da pandemia.

A ideia do ministro é destravar os empréstimos para as empresas e fazer desta a “semana do crédito”, por trás as movimentações dos grupos técnicos que atuam nessa área.

A proposta de doar os recursos foi apresentado pelo ministro da economia em entrevista concedida ao jornal digital “Poder 360”. 

O programa ainda está sendo formatado e cerca de 1 milhão de empresas receberiam recursos do governo e não precisam devolvê-los, desde que os seus recolhimentos de impostos estejam em dia no próximo ano. Inicialmente, se estima que os gastos serão de cerca de R$10 bilhões.

Um dos técnicos do governo explicou que, com autorização do Legislativo, é possível o governo doar dinheiro na forma de subsídio. 

Na noite de ontem (27), em uma live, o secretário de Produtividade, Emprego e Competitividade, Carlos Da Costa, evitou comentar o assunto, mas disse que é uma das propostas em estudo. “Não é que esteja avançado isso, são ideias.”

Uma outra ideia está em segundo plano e que agora deve voltar para o debate, é o uso de maquininhas de cartão de crédito como meio de concessão de empréstimo às microempresas.

As propostas começaram a ganhar força num momento em que é crescente o ceticismo, dentro da própria equipe econômica, em relação à efetividade do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe).

No Pronampe, os bancos concedem os empréstimos às microempresas com recursos próprios. O governo propôs a cobrir até 85% do calote nas operações para contrabalançar o aumento do risco de crédito devido à pandemia causada pelo coronavírus.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Crédito para microempresas falha e Guedes cobra solução da equipe

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA