Veja Também | FDR.TV


 

A Receita Federal divulgou esta semana que até o momento recebeu 14.786.867 de declarações do Imposto de Renda Pessoa Física 2020. A data final para a entrega da Declaração foi alterada para 30 de junho, devido o avanço da pandemia do novo coronavírus. Com o prazo maior, mais da metade dos contribuintes ainda não realizou o envio do documento.

Receita Federal divulga NOVO número de entregas do Imposto de Renda 2020
Receita Federal divulga NOVO número de entregas do Imposto de Renda 2020 (Foto: Google)
publicidade

Devido a pandemia, a regra que exigia que fosse informado o número que consta no recibo de entrega da última declaração de ajuste anual, foi derrubada.

O vencimento das cotas também sofreu alteração. A primeira vence no dia 30 de junho, já as demais vencem no último dia útil dos meses seguintes.

Neste ano, a Receita Federal estima receber 32 milhões de declarações do Imposto de Renda.

A declaração do Imposto de Renda 2020 deve ser feita por:

• Quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2019. O valor permaneceu igual ao da declaração do IR do ano passado.
• Os contribuintes que receberam rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, e que esta soma tenha sido superior a R$ 40 mil no ano passado;
• Quem ganhou, em qualquer mês do ano passado, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou fez operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;
• Quem obteve no último ano, receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 em atividade rural;
• Pessoas que tinham, até 31 de dezembro de 2019, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil;
• Quem passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês do ano passado e nessa condição encontrava-se em 31 de dezembro de 2019;
• Quem optou pela isenção do imposto incidente em valor obtido na venda de imóveis residenciais cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no país, no prazo de 180 dias, contado da celebração do contrato de venda.

Programa da Receita Federal indica melhor modelo de declaração

De forma geral, o modelo completo do Imposto de Renda é mais indicado para pessoas que possuem dependentes, muitas despesas dedutíveis como em educação e saúde, por exemplo, e mais de uma fonte de renda.

Já a declaração simplificada geralmente é mais favorável para pessoas que não possuem dependentes, poucas despesas dedutíveis e apenas uma fonte de renda.

Depois de preencher o documento de declaração no programa da Receita, o próprio sistema indica qual a melhor forma de continuar o envio. Se vale optar pelo modelo completo ou simplificado.

COMENTÁRIOS

Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.