Veja Também | FDR.TV


 

Nesta sexta-feira (22), o dólar voltou a registrar queda em seu terceiro dia de desvalorização frente ao real. O mercado permanece atento à cautela internacional e a situação politica no Brasil.

Dólar comercial e de turismo voltam a SUBIR nesta 6ª-feira
Dólar comercial e de turismo voltam a SUBIR nesta 6ª-feira (Foto: Montagem/FDR)
publicidade

Ao 12h07, o dólar era comercializado a R$5,5336, uma queda de 0,48%. O Banco Central realiza hoje o leilão de swap tradicional de até 12 mil contratos com vencimento entre setembro deste ano e fevereiro de 2021.

Na semana passada, a moeda americana fechou o dia em queda de 1,87% comercializada a R$5,5811 que significou a menor cotação de fechamento desde 4 de maio. No mês, a moeda passou a acumular alta de 2,60%, e no ano, de 39,19%.

Dólar - 21.05.2020 — Foto: Economia G1
Imagem: G1

No exterior

Fora do Brasil, o dia é negativo ao passo que sucessivas tensões entre Washington e Pequim aumentam o medo de uma recuperação mais lenta em meio aos impactos trazidos pelo coronavírus.

A China decidiu implantar uma lei de segurança nacional sobre Hong Kong que pode resultar em que as agências de inteligência do continente firmem bases no centro financeiro global, ampliando o receio de mais protestos pró-democracia.

Desta decisão pode aumentar também as tensões EUA-China, uma vez que o presidente norte-americano, Donald Trump, alertou que Washington responderia “muito fortemente” caso Pequim seguisse em frente com a lei.

Diferença do dólar de turismo e comercial

O preço da moeda é sempre mais alto para os turistas do que o valor divulgado no câmbio comercial.

O dólar comercial é usado para movimentações financeiras do governo no exterior e para empréstimos de brasileiros que moram fora do Brasil. Ele também é base para grandes empresas realizarem importações e exportações de mercadorias.

Já o dólar turismo vale para os consumidores que compram o dinheiro em casa de câmbio para viajar, por exemplo. Quando compramos algo em sites estrangeiros por exemplo, é o valor turismo que é considerado.

Crise no Turismo

A pandemia causou a maior crise do turismo em todos os tempos. É estimado que o setor amargue uma perda de um trilhão de dólares.

Por causa das medidas restritivas como isolamento social e a quarenta tomadas ao redor do mundo, os pacotes oferecidos estão marcados a partir do segundo semestre deste ano até o fim de 2021.

 

COMENTÁRIOS

Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.