Veja Também | FDR.TV


 

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), tem ampliado as parcerias internacionais com instituições que aceitam estudantes brasileiros. Em Portugal, o número chegou a 50 depois da adesão do Instituto Português de Administração de Marketing (IPAM), da cidade do Porto.

Tem planos de estudar no exterior? Notas do ENEM são aceitas em 50 instituições de Portugal
Tem planos de estudar no exterior? Notas do ENEM são aceitas em 50 instituições de Portugal. (Imagem: Facebook IPAM Porto)
publicidade

Os convênios representam uma ótima oportunidade para quem sonha em estudar fora do país, principalmente porque utilizam as notas da prova mais popular para ingresso no ensino superior no Brasil.

O ‘programa Enem Portugal’ foi criado em 2014 após uma mudança na legislação portuguesa, que passou a admitir processos seletivos para estrangeiros.

Em 2020, outras duas instituições também firmaram convênio com o Brasil: o IPAM de Lisboa e Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC).

Segundo o presidente do Inep, Alexandre Lopes, a parceria indica a credibilidade e o respeito que o Enem conquistou fora do país, além de oferecer formação de qualidade e experiências internacionais a estudantes brasileiros.

Como participar da seleção do ENEM Portugal?

Para concorrer a uma vaga, o candidato não pode ser de um Estado-membro da União Europeia nem residir legalmente há mais de dois anos em Portugal.

Também é preciso comprovar a conclusão do ensino médio. Geralmente, as universidades portuguesas determinam três prazos para inscrições.

A seleção é feita de acordo com o desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio, mas o ano de realização da prova e as notas mínimas exigidas variam conforme a universidade. O site oficial do programa traz essas e outras informações sobre o processo seletivo.

Onde estudar em Portugal pela nota do ENEM?

  • Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário (Cespu);
  • Escolas Superiores: Artística do Porto (ESAP); de Enfermagem de Coimbra (ESEnfC); de Saúde do Alcoitão (ESSA); de Saúde Norte da Cruz Vermelha Portuguesa;
  • Institutos: de Estudos Superiores de Fafe (IESFafe); Leonardo da Vinci (ILV/Estal); Politécnico da Lusofonia (Ipluso); Politécnico da Maia (Ipmaia); Politécnico de Beja (IPBeja); Politécnico de Bragança (IPB); Politécnico de Castelo Branco (IPCB); Politécnico de Coimbra (IPC); Politécnico de Guarda (IPG); Politécnico de Leiria (IPLeiria); Politécnico de Portalegre (IPPortalegre); Politécnico de Santarém (IPSantarem); Politécnico de Setúbal (IPS); Politécnico de Viana do Castelo (IPVC); Politécnico de Viseu (IPV); Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA); Politécnico do Porto (IPP); Português de Administração de Marketing (Ipam) – Lisboa; Português de Administração de Marketing (Ipam) – Porto; Superior de Gestão (ISG); Superior de Gestão e Administração de Gaia (Isla Gaia); Superior de Gestão e Administração de Santarém (Isla Santarém); Superior Dom Dinis (Isdom); Superior Manuel Teixeira Gomes (Ismat); Universitário da Maia (Ismai); Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida (Ispa); Universitário de Lisboa (ISCTE);
  • Universidades: Autônoma de Lisboa (UAL); Católica Portuguesa (UCP); da Beira Interior (UBI); da Madeira (UMa); de Algarve (UAlg); de Aveiro (UA); de Coimbra (UC); de Lisboa (ULisboa); do Minho (Uminho); do Porto (U.Porto); dos Açores (UAC); Europeia (UE); Fernando Pessoa (UFP); Lusíada (ULusíada); Lusíada-Norte (ULusíadaNorte); Lusófona de Humanidades e Tecnologias (ULusófona); Lusófona do Porto (ULP); Portucalense (UPT).
COMENTÁRIOS

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente, trabalha como assessora de comunicação e redatora do portal FDR, na editoria de educação e carreiras.