Bradesco cria novas condições de pagamentos para contratação de crédito

Clientes do Bradesco contarão com novas opções de crédito e pagamento. Nessa terça-feira (19), a instituição anunciou que proporcionará novos prazos de financiamento para os seus correntistas. A partir de agora, os titulares terão uma extensão de mais 60 dias para poder quitar os empréstimos. Ao todo, será ofertado um tempo de carência de 120 dias e o prazo final de pagamento total será de até seis anos. As medidas fazem parte do pacote de contenção da crise gerada pelo novo coronavírus e deverão se manter até o fim do ano.  

Bradesco cria novas condições de pagamentos para contratação de crédito
Bradesco cria novas condições de pagamentos para contratação de crédito (Imagem: Reprodução – Google)

Aqueles que apresentarem contas físicas ou jurídicas já podem ter acesso aos novos prazos. Basta entrar em contato com o gerente e solicitar a prorrogação. Para quem está com dívidas novas, também houve mudanças e a carência agora é de até 90 dias com seis meses de pagamento.  

De acordo com o Bradesco, estão inclusos nesse pacote as seguintes linhas de crédito: CDC Veículos, crédito parcelado, crédito imobiliário e cheque especial para clientes pessoas físicas, e linhas de capital de giro, para pessoas jurídicas.  

Novo limite pré-aprovado do Bradesco

Além de aumentar os prazos, o banco também criou um novo limite pré-aprovado para as filas de pagamento. Nesse caso, os valores serão de R$ 2,4 bilhões, ofertados para aproximadamente 95 mil empresas que apresentem uma renda menor que R$ 310 mil e maior que R$ 10 milhões.  

É válido ressaltar que o teto poderá variar, tendo em vista que o governo federal, em parceria com o BNDES, pretende aumentar os recursos para que as instituições bancárias estimulem os empréstimos. A edição da MP não foi anunciada até o momento, mas deverá ser publicada em breve.  

De acordo com Leandro Diniz, diretor de empréstimos e financiamentos do Bradesco, as empresas que estão solicitando o financiamento já contêm ligação com o banco, mas não fazem os pagamentos dos funcionários pela instituição.  

“Estamos acompanhando a possibilidade do governo ampliar o programa de financiamento de empresas que conta com recursos do Tesouro Nacional e dos bancos privados, mas para isso é necessária uma mudança na legislação”, explicou o gestor. 

Desde o lançamento da MP, o Bradesco já fechou empréstimos com cerca de 25 mil empresas, injetando R$ 430 milhões. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.