Governo sugere negociar ajuda aos estados impondo volta dos comércios e economia

Durante a pandemia do novo coronavírus, diversos setores tiveram grandes percas e também prejuízos. A economia geral está sendo alvo de projeções negativas. Na esperança de reaquecer, governo tenta utilizar nova estratégia para tentar auxiliar o processo.

Governo sugere negociar ajuda aos estados impondo volta dos comércios e economia (Reprodução/Internet)
Governo sugere negociar ajuda aos estados impondo volta dos comércios e economia (Reprodução/Internet)

De acordo com a expectativa, a iniciativa é de usar o pacote de socorro aos estados como uma espécie de moeda de troca para realizar uma integração coordenada entre governadores e estado.

Desta forma, considerando uma abertura gradual da economia a partir de junho, há esperança de possibilitar um reaquecimento da economia. Mas vale ressaltar que o repasse ainda depende de uma decisão do presidente quanto ao veto a reajuste de servidores.

Segundo o texto, a abertura começaria concentrada nos municípios menos atingidos pela Covid-19 e com normas sanitárias definidas. Apesar da liberação, é importante pontuar que há regras.

Para a abertura, será necessário que estes espaços tenham o uso obrigatório de máscaras, distribuição do álcool em gel, distanciamento e entrada controlada de consumidores nos estabelecimentos, seguindo as regras do Ministérios da Saúde.

O projeto prevê o repasse de R$ 60 bilhões aos governos locais, para combater o coronavírus. Outro ponto ainda que esbarra na aprovação é o aval do Ministério da Saúde.

Ainda de acordo com texto, os estados e municípios têm autonomia para aceitar ou não essa abertura gradual idealizada pelo governo federal. Negociação com os estados começa já nos próximos dias.

Palácio do Planalto trabalha com o próximo dia 31 de maio para iniciar esse processo, data que coincide com o fim das medidas restritivas mais intensas previstas por alguns governadores. Equipe econômica do governo enfatiza que se não houver um movimento coordenado, a abertura ocorrerá de qualquer jeito e será descontrolada.

Ainda de acordo com eles, economia brasileira não suporta mais dois meses de fechamento e teme falências de empresas. Além disto, estados e municípios necessitam com urgência dos recursos e já falam abertamente na possibilidade de atrasar salários de servidores.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Governo sugere negociar ajuda aos estados impondo volta dos comércios e economia

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA