Prouni e FIES ganham novos editais que valerão no 1° semestre

Os programas de acesso ao ensino superior mantidos pelo Ministério da Educação (MEC), tiveram novas atualizações nesta semana, de acordo com os editais publicados no Diário Oficial da União. Alterações são válidas para Programa Universidade para Todos (Prouni) e do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). De acordo com o texto, mudanças contemplam a realização do programa no primeiro semestre de 2020.

Prouni e FIES ganham novos editais que valerão no 1° semestre (Reprodução/Internet)
Prouni e FIES ganham novos editais que valerão no 1° semestre (Reprodução/Internet)
publicidade

No documento, o MEC detalha que é necessário que os estudantes fiquem atentos ao prazo final para a entrega da documentação solicitada para a lista de espera de ambos programas. Vale lembrar que o Prouni tem como data limite dia 21 de maio, já a pré-seleção do Fies é no dia 22 do mesmo mês.

Até lá, cabe aos estudantes reunir as documentações. O texto faz orientação a todos aqueles inscritos e que realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio em 2019 e submeteram candidatura à lista de espera do processo seletivo deste semestre.

As alterações incidem as novas datas logo depois que o Ministério da Educação definiu que estará prorrogado por tempo indeterminado a lista de espera destes programas. Ação foi tomada para tentar minimizar os prejuízos provocados pela pandemia do novo coronavírus.

Isto porque diversas instituições de ensino estão com os seus calendários fechados, para tanto é importante que os selecionados entrem em contato com todas no qual submeteu candidatura e passou.

Em alguns casos, as universidades estão realizado todo o processo de coleta de dados de forma remota, como, por exemplo, através do whatsapp ou e-mail. Esta faz parte da orientação do MEC que obriga as instituições oferecem canais de atendimento a estes alunos.

No caso do FIES, pré-selecionados têm até 3 dias úteis para complementar as informações apresentadas na inscrição. Já no Prouni, registro de concessão de bolsa ou reprovação do candidato deverá ser feito pelas instituições até as 23h59 de 24 de maio.

De acordo com a nota, depois do envio das documentações, candidatos devem comparecer à Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição de ensino na qual fará o curso em 30 dias úteis.

A Comissão terá que validar as informações recebidas do aluno e emitir o Documento de Regularidade de Inscrição (DRI) em até 5 dias para que haja uma formalização e contratação do financiamento.

Após esta etapa, candidato terá 30 dias úteis para ir à agência da Caixa para formalização do contrato de financiamento. Novas medidas ou prorrogação de prazos mediante a pandemia do covid-19 não foram detalhadas.

AvatarREDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.