Lockdown em SP: Governador anuncia NOVOS projetos de isolamento social

Nesta quarta-feira (13), o coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, Dimas Covas, disse que se as taxas de isolamento social não aumentarem o estado vai caminhar para o decreto de lockdown em alguns municípios. 

Lockdown em SP: Governador anuncia NOVOS projetos de isolamento social
Lockdown em SP: Governador anuncia NOVOS projetos de isolamento social (Foto:Google)

No entanto, ele ainda não adiantou quais serão essas cidades e quais são as medidas que poderão ser adotadas, mas destacou que as áreas que tiveram os piores índices da pandemia são a região metropolitana de São Paulo e a Baixada Santista.

Mesmo não tendo uma definição única, o “lockdown” é a medida mais radical imposta por governos para que haja distanciamento social. Isso incluí uma espécie de bloqueio total em que as pessoas devem obrigatoriamente ficar em casa.

Cada país ou região define de que forma este fechamento será feito e quais são os serviços considerados essenciais que continuam funcionando.

Ao impor um “lockdown”, a circulação fica proibida, a não ser que ela se dê, por exemplo, para compra de alimentos, transporte de doentes ou realização de serviços de segurança. As atividades essenciais funcionam com controle das autoridades. 

Apesar disso, Bruno Covas, prefeitura da cidade de São Paulo, disse que existem alguns critérios internacionais para que esse tipo de medida seja aplicado, como a ocupação dos leitos de UTI acima de 90% e a taxa de transmissão do vírus superior ao 1.

Em São Paulo, 68% dos leitos de UTI estão ocupados, e na capital o índice está em 87%.

“A associação desses dois fatores determina o tranca rua. Estamos reunindo os critérios para começar a considerar essa possibilidade se não ocorrer uma inflexão na taxa de isolamento e do número de leitos”, disse o coordenador do comitê.

Nesta tarde, o governador João Doria afirmou que não descarta a possibilidade de lockdown para controlar a disseminação da pandemia.

Além disso, o governador também anunciou que não cumprirá o decreto do presidente Jair Bolsonaro que ampliou as atividades essenciais durante a pandemia do novo coronavírus.

“Ofender governadores e prefeitos não trará contribuição para o enfrentamento desta pandemia com bom senso, equilíbrio e paz no nosso país”, afirmou Doria.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.