Governo libera pagamento emergencial a trabalhadores informais; valor é divulgado

Após a crise econômica que está começando a se espalhar pelo Brasil, fruto da pandemia do COVID-19, o governo federal vem elaborando uma série de medidas que têm como objetivo conter os impactos econômicos do novo coronavírus. Nesta quarta-feira (18), o ministro da Economia, Paulo Guedes, informou que o governo gastará R$ 15 bilhões nos próximos três meses para distribuir “vouchers” para trabalhadores informais de baixa renda.

Governo libera pagamento emergencial a trabalhadores informais; valor é divulgado
Governo libera pagamento emergencial a trabalhadores informais; valor é divulgado (Foto: Pablo Jacob)

“São R$ 5 bilhões a cada mês. Por três meses, são R$ 15 bilhões. Isso é um espaço fiscal. Começamos a mexer no espaço fiscal”, afirmou Guedes em entrevista à imprensa no Palácio do Planalto.

A medida, segundo ele, é uma forma de proteger trabalhadores sem registro na CLT ou MEI. Esses cidadãos não foram contemplados pelas demais medidas para os efeitos da crise do coronavírus sobre a atividade econômica. Como por exemplo a antecipação do 13º salário para aposentados dos INSS e uma nova liberação de saques do FGTS.

Leia também: Crise! Especialistas pedem mais ajuda para população de baixa renda

De acordo com o jornal O Globo, o valor do pagamento emergencial a trabalhadores informais, como medida para combater os impactos econômicos do coronavírus, seria próximo ao pago a beneficiários do Bolsa Família: uma média de R$ 200.

Os detalhes do programa ainda estão sendo desenhados, por isso o valor do benefício poderá ser alterado. De acordo com fontes da equipe econômica, o novo benefício será voltado apenas a trabalhadores informais de baixa renda.

Leia também: Calamidade pública! Entenda qual impacto para as contas da União

É importante ressaltar que as medidas do governo federal são temporárias. Os benefícios poderão ser alterados ou cortados a qualquer momento, assim que os impactos provocados pela pandemia do coronavírus no país diminuam.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amanda Castro
Amanda Castro é graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) e graduanda de Administração pela Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco (SEE). É responsável pela área de negócios, tráfego e otimização SEO do portal FDR. Além disso, atua como redatora do portal FDR e demais portais de notícias desde 2017, produzindo conteúdo sobre economia, finanças pessoais e programas sociais.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA