Pagamento do INSS para moradores da baixada Santista será antecipado

Após sofrerem com as grandes chuvas dos últimos dias, os moradores do Guarujá na Baixada Santista vão receber de forma antecipada o pagamento do INSS referente ao Benefício de Prestação Continuada (BCP). Tudo isso causado pelo estado de calamidade publica no município devido as intensas chuvas recentes.

Pagamento do INSS para moradores da baixada Santista será antecipado
Pagamento do INSS para moradores da baixada Santista será antecipado (Foto: Google)

A antecipação do pagamento consta na portaria conjunta dos ministérios da Economia e da Cidadania, e foi publicada no Diário Oficial da União na última quarta-feira (11).

Leia Mais: Bolsa Família pode ser antecipado por atingidos pelas chuvas; veja como receber

O adiantamento vai ser pago a partir do primeiro dia útil deste mês e vai até a situação de calamidade terminar. O dinheiro estará disponível para o beneficiário sacar quando preferir, sem uma data específica.

O valor disponibilizado será correspondente a uma renda mensal do benefício previdenciário ou assistencial que o beneficiário tem direito, com exceção dos casos de benefícios temporários.

De acordo com a Portaria, o pagamento do INSS antecipado deve ser pago em no máximo 36 parcelas fixas, começando a partir do terceiro mês após o saque antecipado, através de desconto da renda do benefício, e por conta do motivo desta operação, será realizado sem nenhum custo ou correção.

Segundo o que informou a Defesa Civil do Estado de São Paulo, até agora, o número de mortos pelas chuvas na Baixada Santista chega a 44. Por volta de 34 pessoas permanecem desaparecidas, sendo o maior número no Guarujá.

Já em Santos, foram oito mortes e em São Vicente três. Atualizando o número de desabrigados são de 328 no Guarujá e de 185 em Santos. As cidades de Santos e São Vicente decretaram situação de emergência e o Guarujá teve estado de calamidade pública tanto a nível estadual quanto federal.

Leia Mais: Coronavírus: MP pede recursos para combater pandemia no país

Apenas no verão deste ano, o total de mortes por chuvas no Sudeste que compreende São Paulo, Rio, Minas e Espírito Santo – já chegou a pelo menos 146. Dados atualizados da Defesa Civil já apontam que a região conta com mais de 87 mil pessoas desabrigadas ou desalojadas.

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA