Bolsa Família pode ser antecipado por atingidos pelas chuvas; veja como receber

Os beneficiários do programa Bolsa Família que foram atingidos pelas chuvas fortes de janeiro e fevereiro podem receber o seu benefício referente a folha de fevereiro de forma antecipada. Veja como!

Bolsa Família pode ser antecipado por atingidos pelas chuvas; veja como receber
Bolsa Família pode ser antecipado por atingidos pelas chuvas; veja como receber (Imagem:Montagem/FDR)

Por conta dos temporais, que marcaram o início deste ano, o governo antecipou o pagamento do Bolsa Família para os beneficiários que residem nos estados de Minas Gerais, Espírito Santo e do Rio Grande do Sul. 

Leia Também: Pagamento do Bolsa Família foi antecipado em três estados; saiba quais são eles

Agora, essas famílias já podem realizar o saque do benefício referente ao mês de fevereiro, que foi liberado ontem (12), independente do número final do seu NIS. Essa numeração é usada como referência para liberar o dinheiro, mas vai ser dispensada dessa vez. 

Outro benefício que será pago de forma antecipada é o Benefício de Prestação Continuada (BPC), no dia 19 de fevereiro para todos os inscritos. 

Essa antecipação vale para os 227 municípios que declararam situação de emergência ou calamidade pública e foi reconhecida pelo governo. 

Confira a lista das cidades que serão contempladas com a antecipação do Bolsa Família:

Espírito Santo: Alegre, Alfredo Chaves,Alto Rio Novo, Anchieta, Apiacá, Aracruz, Cachoeiro de Itapemirim, Castelo, Conceição do Castelo, Domingos Martins, Dores do Rio Preto, Guaçuí, Iconha, Irupi, Iúna, Jaguaré, João Neiva, Marechal Floriano, Mimoso do Sul, Muniz Freire, Rio Novo do Sul, São Mateus, São Roque do Canaã, Vargem Alta, Venda, Nova do Imigrante e Vila Velha.

Minas Gerais: Abre Campo, Água Boa, Aricanduva, Belo Horizonte, Betim, Caeté, Carangola, Caratinga, Congonhas, Contagem, Divino, Dores do Turvo, Ervália, Espera Feliz, Guidoval, Ibiaí, Ibirité, Mateus Leme, Matipó, Malacacheta, Manhuaçu, Mariana, Muriaé, Monjolos, Nova Lima, Orizânia, Patrocínio do Muriaé, Raposos, Raul Soares, Ribeirão das Neves Rio Acima, Sabará, Sarzedo, Santa Bárbara, Santa Luzia, Senador Firmino, Taquaraçu de Minas, Teófilo Otoni, Ubá e Visconde do Rio Branco. 

Rio Grande do Sul: Itacarambi, Itaipé, Itambacuri, Itanhomi, Itapecerica, Jaboticatubas, Jaceaba, Jequeri e Jequitibá.

De acordo com o Ministério da Cidadania, as famílias poderão receber mesmo que tenham perdido os seus documentos. 

Por conta da urgência no saque, o programa não irá seguir o calendário que é definido anualmente pelo governo. 

Leia Também: ‘Verde e Amarelo’ ganha prorrogação no Congresso e aguarda votação

Atualmente, mais de 13,2 milhões de famílias recebem o benefício em todo o país. O valor médio que a ser pago é de R$190 por inscrito.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA