Seguro Desemprego: como ficou a contribuição do INSS nas parcelas do benefício?

O seguro desemprego passará por mudanças a partir do próximo mês. Foi anunciado pelo governo Federal, que o benefício vai passar a ter desconto mínimo de 7,5% para o INSS, de forma que contabilize como período de contribuição para a aposentadoria.

Seguro Desemprego: como ficou a contribuição do INSS nas parcelas do benefício?
Seguro Desemprego: como ficou a contribuição do INSS nas parcelas do benefício? (Foto: Montagem/FDR)

Preparamos uma simulação do seguro desemprego em 2020 para que possa compreender melhor os valores que podem ser descontados de seu benefício.

Leia mais: Seguro desemprego pode deixar de ter contribuição do INSS em novo programa

O valor atual do seguro é de até R$1.813,03, e o valor recebido pelo trabalhador que foi demitido vai variar levando em conta a média recebida nos últimos três meses que antecederam a demissão.

Porém, o valor do benefício não pode ser menor que o salário mínimo em vigência, neste momento então, a quantia será de pelo menos R$1.045.

O desconto varia entre 7,5% e 9%, e será utilizado para compensar a arrecadação que o governo deixa de recolher das empresas com o novo programa de geração de empregos.

Com o objetivo de aliviar a folha de pagamentos dos empregadores, foi criado o programa Verde e Amarelo (MP 905/2019), que possibilitou um maior número de contratos empregatícios para jovens entre 18 até 29 anos e que recebam até 1,5 de salário mínimo.

Qual valor do benefício?

O salário mínimo foi reajustado este ano, fazendo com que o valor do benefício também fosse alterado. Confira os novos valores das parcelas do Seguro:

  • Quem recebe um salário de até 1.599,61: multiplica-se o salário médio por 0,8 (80%)
  • Quem recebe de R$ 1.599,62 até R$ 2.666,29: o que exceder R$ 1.599,61 será multiplicado por 0,5 (50%) e somado a R$ 1.279,69
  • Quem recebe acima de R$ 2.666,29: a parcela será de R$ 1.813,03As parcelas são pagas entre três e cinco meses continuadamente ou alternada, sempre de acordo com o tempo trabalhado.

Simulador do Seguro Desemprego

O valor do desconto do seguro pode variar entre R$78,38 e R$147,50 conforme o valor das parcelas. Confira a simulação:

Média salarial de R$ 1.045

  • Valor do seguro-desemprego de R$ 1.045
  • Alíquota previdenciária de 7,5%: R$ 78,38
  • Total do benefício com o desconto: R$ 966,6

Média salarial de R$ 3.000

  • Valor do seguro-desemprego de R$ 1.813,03
  • Alíquota previdenciária de 7,5% sobre R$ 1.045: R$ 78,38
  • Alíquota previdenciária de 9% sobre R$ 768,03: R$ 69,12
  • Total do benefício com o desconto: R$ 1.665,53

Os valores valem lembrar podem ser alterados.

Para receber o seguro é necessário ter trabalhado por no mínimo um ano e não ter sido demitido por justa causa, trabalhadores resgatados em condições semelhantes a escravidão e pescadores profissionais que não podem trabalhar durante o período de procriação das espécies também são inclusos.

Leia Mais: Valor do seguro desemprego dos pescadores sobe a partir de fevereiro

As regras citadas são referentes a primeira requisição do seguro, para a segunda e terceira, o período mínimo de trabalho é de seis a nove meses, respectivamente.

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA