Novo benefício de até R$ 2.118 auxilia pessoas com deficiência no mercado de trabalho

Um tipo de benefício, ainda desconhecido por muitos trabalhadores, dá o direito do cidadão receber pelo menos R$ 2.118 ao conseguir uma vaga no mercado de trabalho. O valor é a soma da sua remuneração mensal, mais um auxílio liberado pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). 

fgts
Novo benefício de até R$ 2.118 auxilia pessoas com deficiência no mercado de trabalho
(Foto: FDR)

A pessoa com deficiência que hoje recebe o BPC (Benefício de Prestação Continuada) não precisa ficar limitada a receber 1 salário mínimo. Aqueles que tiverem condições mentais e físicas de voltar ao mercado de trabalho receberão do poder público um incentivo de 50% do valor do salário mínimo. 

Quem recebe o benefício de R$ 2.118 pelo INSS?

Na realidade, o valor de R$ 2.118 é soma de dois tipos de pagamentos diferentes:

  • Auxílio-inclusão: paga R$ 706,00 por mês (metade do salário mínimo nacional);
  • Salário mínimo: valor de R$ 1.412,00 pago pelo empregador, ou seja, empresa que contrata a pessoa com deficiência. 

O Auxílio-inclusão é recebido por pessoas que até então eram beneficiárias do BPC, mas conseguem uma vaga de emprego. Para não perder totalmente a sua renda elas se mantém recebendo metade do que era pago. 

Requisitos para receber o Auxílio-inclusão

  • Ser beneficiário do BPC;
  • Receber até dois salários mínimos pelo emprego em que foi contratado;
  • Trabalhar com carteira assinada. 

Onde pedir o Auxílio-inclusão e acumular os pagamentos?

O pedido do Auxílio-inclusão é feito ao INSS. Ao perceber que o cidadão foi empregado o sistema cancela o pagamento do BPC, e com o pedido do Auxílio-inclusão passa a pagar 50% do salário mínimo. 

  • Acesse o Meu INSS e faça login;
  • Em “Novo pedido” digite “Auxílio-inclusão”;
  • Confira se atende aos critérios para receber o benefício;
  • Preencha a ficha cadastral com todos os dados necessários;
  • Envie os documentos que forem solicitados. 

Entenda como funciona o pagamento do BPC para pessoas com deficiência através desta matéria escrita por mim. 

 

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Lila CunhaLila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com