Imposto de Renda: veja 7 passos para não errar na declaração; prazo está chegando ao fim

Falta menos de um mês para o encerramento do prazo de entrega declaração do Imposto de Renda 2024. Contribuintes devem transmitir as informações sobre os recebimentos e gastos ao longo de 2023. Veja algumas dicas para não errar nessa hora.

Imposto de Renda: veja 7 passos para não errar na declaração; prazo está chegando ao fim (Imagem:  Jeane de Oliveira/ FDR)

Contribuintes têm até o próximo dia 31 de maio para fazerem a entrega da declaração do Imposto de Renda 2024. A Receita Federal já afirmou que espera receber 43 milhões de declarações neste ano. Mas, até as 12h da última sexta-feira, 03/05, haviam sido enviadas apenas 20.808.238declarações.

Mesmo após o encerramento do prazo os contribuintes que não estiverem isentos terão que enviar a declaração. Nesse caso terão que pagar multa de 1% ao mês, sobre o valor do Imposto de Renda devido, limitado a 20% do valor do Imposto de Renda. Sendo que o valor mínimo da multa é de R$ 165,74.

Dicas para não errar na declaração do Imposto de Renda

Descubra se é obrigado a entregar

O pior dos erros é justamente deixar de entrar a declaração, para evitar isso o contribuinte deve conferir quem está obrigado a enviar as informações, segundo a Receita são eles:

Tipo de declaração

A grande diferença entre esses dois tipos está na dedução de impostos feita, isso porque na declaração completa todos os gastos são dedutíveis. Enquanto na declaração simplificada a dedução é limita a 20%.

Com isso, é importante observar os seus gastos ao longo de 2023 para definir qual o melhor modelo. Por exemplo, quem teve poucos gastos dedutíveis em 2023 a recomendação é que use o modelo simplificado, pois, terá uma dedução maior. Já para gastos acima dos R$ 16.754,34, a recomendação é que o contribuinte escolha a declaração completa e tenha uma dedução calculada em cima dos valores declarados.

A especialista do FDR, Laura Alvarenga, listou as deduções e isenções possíveis neste ano, confira.

Uso do PIX

Algumas pessoas podem não saber, mas usar o PIX como meio de pagamento vai inseri-lo na prioridade para o pagamento da restituição do Imposto de Renda. Outra possibilidade para receber primeiro mesmo sem ser parte dos grupos prioritários é usar a declaração pré-preenchida.

Esse modelo recupera as informações enviadas em anos anteriores, facilitando a vida do contribuinte na hora da declaração.

A Receita Federal define a seguinte ordem de prioridade para o pagamento da restituição:

  1. Contribuintes com 80 anos ou mais;
  2. Contribuintes com 60 anos ou mais, pessoas com deficiência ou moléstia grave;
  3. Contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério;
  4. Quem utilizou a pré-preenchida ou optou por receber a restituição por pix;
  5. Demais contribuintes.
Imposto de Renda: veja 7 passos para não errar na declaração; prazo está chegando ao fim (Imagem:  Jeane de Oliveira/ FDR)

Datas de pagamento da restituição 2024

Lote  Data
31/05/2024
28/06/2024
31/07/2024
30/08/2024
30/09/2024
1º Lote Residual 31/10/2024
2º Lote Residual 29/11/2024
3º Lote Residual 31/12/2024
4º Lote Residual 31/01/2025
5º Lote Residual 28/02/2025

A declaração pode ser enviada através do site Meu Imposto de Renda. Recentemente o governo federal autorizou a isenção para um novo grupo, a medida não deve começar a valer agora, mas vai beneficiar centenas de pessoas, saiba mais.

 

Jamille NovaesJamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.
Sair da versão mobile