Imposto de Renda 2024: uso da declaração pré-preenchida evita malha fina? Entenda!

O Imposto de Renda 2024 está gerando expectativas, com previsão de que 40% dos contribuintes optem pelo modelo pré-preenchido, de acordo com a Receita Federal. É importante ressaltar que, ao utilizar esse recurso, é fundamental verificar os dados antes de enviar a declaração para evitar problemas com a malha fina.

Imposto de Renda 2024: uso da declaração pré-preenchida evita malha fina? Entenda! Imagem: Jeane de Oliveira/FDR

Os contribuintes do Imposto de Renda 2024 que optam pela declaração pré-preenchida entram na fila prioritária para restituição. Esta, abrange diferentes grupos. Além dos contribuintes que escolhem esse modelo, também estão na lista prioritária:

  • Os que recebem a restituição via Pix;

  • Os idosos com mais de 60 anos;

  • Os professores cuja principal fonte de renda é o magistério;

  • Os cidadãos com deficiência física, mental ou doença grave.

A declaração pré-preenchida do Imposto de Renda 2024 é alimentada com informações fornecidas por diversas entidades, como empresas, bancos, hospitais, cartórios e órgãos governamentais, como o INSS.

Esses dados são fundamentais para facilitar a declaração dos contribuintes. No entanto, é importante estar atento a possíveis erros que podem surgir nesse processo, exigindo revisão e correção antes do envio da declaração.

Neste ano, o leão também recebeu dados de registros de aeronaves da Anac (Agência Nacional de Agência Civil) e passou a exigir a conta ouro ou prata no portal gov.br para o contribuinte usar a pré-preenchida.

Porém a conferência dos dados, valores e informações indicadas é dever do contribuinte, pois ele é o responsável pela sua declaração. Mas afinal, será que a declaração pré-preenchida evita a malha fina? Eu te conto logo abaixo. E neste link, você saberá tudo o que precisa saber para evitar surpresas do Imposto de Renda 2024

Declaração pré-preenchida evita malha fina do Imposto de Renda 2024?

Em 2023, foram identificados equívocos no modelo pré-preenchido, originados de informações fornecidas por diversos setores, como médicos, hospitais, bancos, INSS, cartórios de imóveis e exchanges.

Essas discrepâncias incluíam desde valores incorretos até omissão de dados essenciais, como nome do paciente. A conferência dos dados pelo contribuinte e pelas entidades pagadoras é realizada pela Receita Federal. Caso ocorram inconsistências nesse processo, a declaração pode ser retida para análise mais detalhada, podendo resultar na inclusão do contribuinte na malha fina. 

Diferenças entre os modelos de declaração do Imposto de Renda 2024

Modelo Simplificado

  • O modelo simplificado é a melhor opção para quem não tem muitas despesas para deduzir;

  • Utiliza um abatimento padrão de 20% sobre a soma de todos os rendimentos tributáveis recebidos ao longo de 2021. Esse abatimento é limitado a R$ 16.754,34.

  • Pode ser usado por qualquer contribuinte, independentemente do tamanho da renda total ou do número de fontes pagadoras;

  • O imposto recolhido no ano passado, seja pela retenção em fonte, seja por meio do recolhimento obrigatório mensal (carnê-leão), deverá ser informado, pois será descontado do cálculo final do IR a pagar.

Modelo Completo

  • O modelo completo é indicado para quem tem muitas despesas para deduzir, como gastos com plano de saúde, educação, ou possui dependentes;

  • É necessário informar todos os gastos e rendimentos ocorridos em 2023 e guardar os comprovantes por, no mínimo, cinco anos;

  • Se a soma total das suas deduções exceder o limite de R$ 16.754,34 do modelo simplificado, o programa do IR apontará o modelo completo como a melhor opção.

Quem deve declarar o Imposto de Renda 2024?

Até 2023, quando os contribuintes informaram os valores de 2022, a declaração foi fixada como obrigatória para quem teve renda tributável acima de R$ 28.559,70 no ano (veja abaixo). 

A Receita Federal pode aumentar ou continuar com esse limite. Mas especialistas avaliam que não deve mudar. Considerando os limites que vigoraram no ano passado, estão na lista de obrigatoriedade de declaração:

  • Todas as pessoas físicas que receberam rendimentos tributáveis (salários, aposentadoria, aluguéis, etc.) acima do teto que ainda será estipulado pela Receita

  • Em 2023, a declaração foi obrigatória para quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 e rendimentos isentos acima de R$ 40 mil;

  • Com receita bruta de atividade rural acima de R$ 142.798,50;

  • Que realizaram operação em bolsas de valores acima de R$ 40 mil;

  • Que tinham em 31 de dezembro posse ou propriedade de bens acima de R$ 300 mil;

  • Bem como pessoas que se tornaram residentes no Brasil.

Quem não precisa declarar o Imposto de Renda 2024?

Conforme a Receita Federal, não precisa declarar IR em 2024, quem:

  • Não se enquadrar em nenhuma das situações acima;

  • Constar como dependente em declaração de outra pessoa, na qual tenham sido informados seus rendimentos, bens e direitos, se possuir;

  • Teve seus bens e direitos declarados pelo cônjuge ou companheiro, desde que o valor total dos seus bens privativos não seja maior que o limite em 31 de dezembro.

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.