Idosos ficam sem serviços do INSS e redução nos atendimentos é descoberta

O Tribunal de Contas da União (TCU) investigou e descobriu que por mês quase 100 mil pessoas não tiveram atendimento médico que necessitam pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). O motivo tem haver com o desempenho profissional dos peritos médicos federais que são habilitados para prestar este atendimento. 

auxílio doença
Idosos ficam sem serviços do INSS e redução nos atendimentos é descoberta (Imagem: Jeane de Oliveira/FDR)

Segundo os dados de controle do TCU, os principais motivos que levaram a piora no atendimento dos peritos médicos que trabalham no INSS estão relacionados a: redução das metas, alocação ineficiente de peritos federais e deficiências nos recursos de tecnologia da informação. Quem sai perdendo são os segurados. 

Tempo de espera para perícia médica do INSS

O levantamento do TCU ainda mostou que uma das medidas afetadas com a queda de pelo menos 50% na produtivadade dos peritos médicos federais é o tempo de espera para a perícia médica no INSS. Isso porque, todo benefício por incapacidade necessita da realização de perícia para comprovação. 

Pela legislação atual o tempo entre o pedido e a liberação de uma resposta deveria ser de no máximo 45 dias, mas em muitos estados esse prazo é quase que inalcançável. Isso porque, segundo o TCU:

Como acelerar a resposta do INSS?

Para os segurados que necessitam de um benefício do INSS, cabe buscar algumas ferramentas que tendem a acelerar o prazo para que seu benefício seja concedido. A perícia pode ser dispensada em alguns tipos de aposentadoria, como eu explico nesta matéria.

 

Lila CunhaLila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com
Sair da versão mobile