Projeto reduz crimes virtuais contra IDOSOS; Veja dicas para se proteger de GOLPES

Projeto em análise na Câmara deve reduzir os crimes virtuais contra os idosos. População sobre com práticas criminosas que roubam suas aposentadorias e seus dados pessoais. Veja como se proteger.

Projeto reduz crimes virtuais contra IDOSOS; Veja dicas para se proteger de GOLPES (Imagem: FDR)

O Projeto de Lei 554/24, de autoria do deputado Alex Manente (Cidadania-SP), que está em análise na Câmara dos Deputados deve reduzir os crimes virtuais conta idosos. População é um dos principais alvos dos criminosos que se aproveitam de situações de vulnerabilidade.

Redução dos crimes virtuais contra idosos

O texto prevê que a emissão de boletos digitais em nome dos idosos seja feita apenas após a aprovação dele. A ideia é inserir essa regra no Código de Defesa do Consumidor fazendo com que penas mais sérias sejam aplicadas.

Por outro lado, o próprio cidadão poderá solicitar a emissão do boleto diretamente à empresa responsável. O texto é analisado em caráter conclusivo pelas comissões de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa; Defesa do Consumidor; e Constituição e Justiça e de Cidadania.

Um outro projeto, nesse caso de autoria da deputada federal Flávia Morais (PDT-GO), também está em análise na Câmara. Pelo texto as empresas serão proibidas de fazerem a contratação de empréstimos consignados pelo telefone.

Os idosos até poderão pegar dinheiro emprestado, mas, terão que fazer a assinatura física em uma agência para ter o dinheiro liberado.

Essa ação deve contribuir com a redução do uso indevido do nome de pessoas idosas.

Recentemente o INSS criou um sistema que deve reduzir os golpes contra as pessoas idosas. Nossa colunista Lila Cunha te apresenta melhor essa novidade, veja.

Dicas de como proteger os idosos de golpes

Educação financeira

O conhecimento pode ajudar qualquer pessoa a não se tornar uma vítima de golpes. Por isso é importante ensinar os idosos a verificar alguns pontos importantes, como a segurança da transação que está realizando.

Comunicação

A comunicação fará com que a pessoa idosa se sinta confortável para compartilhar seus medos e até pedir ajuda quando necessário. Esse é um ponto importante porque muitos idosos podem se sentir envergonhados por caírem em golpes.

Bloquei de chamadas

Os golpes pelo telefone são uma armadilha, afinal as ofertas são atrativas e podem fazer os olhos de qualquer um brilharem. Sabendo disso pode ser interessante bloquear aqueles números que você já atendeu e percebeu que tem algo errado.

Verificação de identidade

Independente de como a pessoa entrou em contato com o idoso, a identificação é o primeiro passo.

Inclusive, o INSS já informou que não liga para seus segurados solicitando informações pessoais, caso isso aconteça, desligue. Em caso de dúvidas se é realmente o seu banco ligando, retorne a ligação para o número disponível atrás do cartão magnético.

Atualizações de segurança

Tanto celulares quanto computadores precisam estar atualizados e com antivírus ativos, essas ações garantem maior segurança em todas as ações.

Projeto reduz crimes virtuais contra IDOSOS; Veja dicas para se proteger de GOLPES (Imagem: FDR)

Acompanhamento de transações financeiras

Parte essencial da prevenção é o acompanhamento, por isso é importante monitorar as transações feitas na conta. Caso perceba alguma transação não autorizada é possível fazer o cancelamento dela.

Veja como cancelar um empréstimo não autorizado clicando aqui.

Informações pessoais

Como o próprio nome já diz, as informações são pessoais, isso vale para número de documentos e senhas. É importante instruir a pessoa idosa a não compartilhar esses dados.

Isso vale para situações presenciais, virtuais ou pelo telefone, jamais informe seus dados sem saber quem está solicitando eles.

Ajuda de estranhos

Por fim, o ideal é que o idoso esteja sempre acompanhado quando vai ao banco, independente do motivo. Caso precise realmente ir sozinho, é importante que ele seja instruído a não aceitar ajuda de pessoas estranhas.

Caso necessite de ajuda é sempre possível procurar um funcionário do banco.

 

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Jamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.