Idosos comemoram BENEFÍCIO EXTRA de R$ 250; entenda como funciona

Mais dinheiro na conta dos idosos que em poucos dias terão acesso a um benefício extra no valor de R$ 250. Valor deve ser voltado às pessoas em situação de vulnerabilidade social.  

Idosos comemoram BENEFÍCIO EXTRA de R$ 250; entenda como funciona (Imagem:FDR)

Os idosos brasileiros acabaram de ganhar mais um motivo para sorrir, um benefício extra deve ser pago no país. A expectativa é de que centenas de pessoas sejam contempladas com o valor de R$ 250. Ação faz parte das medidas do governo federal para reduzir as desigualdades.

O Projeto de Lei 1084/22 é de autoria do deputado José Nelton e pode sair do papel em breve.

Benefício extra para idosos

  • O valor de R$ 250 foi pensado para ajudar as pessoas na compra de alimentos, como feijão, verduras, frutas e outros itens que fazem parte da cesta básica.
  • O chamado Vale-Sacolão deve beneficiar os inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) com renda de até um salário mínimo.
  • Dentro desse grupo estão as pessoas que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).
  • Além do valor, a ideia é firmar parceria com comércios para oferecer descontos em tributos, o que reduzirá o preço dos alimentos.
  • O projeto ainda está em análise na Câmara dos Deputados e deve ser avaliado por diferentes comissões.

Nossa colunista Laura Alvarenga te explica mais sobre o Cadastro Único, veja.

Quem pode receber o BPC?

O Benefício de Prestação Continuada não é uma aposentadoria mas um auxílio voltado às pessoas em situação de vulnerabilidade social, para recebe-lo é necessário:

  • Ter renda mensal até R$ 353 por pessoa do grupo familiar
  • Estar inscrito no Cadastro Único
  • Além disso, são observados dois outros requisitos: a idade ou a presença de alguma deficiência, pessoas com autismo também podem receber o Benefício de Prestação Continuada, saiba mais.

Vale lembrar que para receber o BPC não é necessário ter feito contribuição ao INSS, por outro lado o beneficiário não recebe 13º salário.

 

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Jamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.